Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

14.Mar.18

Palavras Cruzadas || Aquele brinquedo que eu sempre quis

P.A
Estávamos algures na década de 90. O ano não sei ao certo. Lembro-me sim que acordava sempre cedo aos fins-de-semana. Pela manhãzinha. Mesmo naquelas manhãs que dói acordar, eu estava lá. Mais ou menos agasalhado, lá estava eu a carregar no botão da TV às 7:30 em ponto. Acordava sempre com sede. Muita sede.   Muita sede de desenhos animados. Mas também por aqueles anúncios sempre temáticos plenos de bonecos e brinquedos novos feitos à medida para nos obrigar a fazer (...)
28.Fev.18

Palavras Cruzadas - Ser convidado para um casamento

P.A
Novo ano, novos casamentos.Tudo normal.Estamos em Fevereiro e fui convidado para um casamento.Mas desde que um bouquet de noiva mudou a minha vida e me tornou exactamente na mesma pessoa, só que com um blog para alimentar, que passei a receber os convites com um sorriso "diferente" na cara.Em criança ir a um casamento era como ser um anexo de uma casa. Os protocolos formais de apresentação, limpeza impecável e as facturas chatas da electricidade e água, eram todas responsabilidade (...)
10.Jan.18

Palavras Cruzadas // O estranho caso da Mãe e Filho que nunca se falam

P.A
Devem ser quase 9:30 - penso eu, de mão no queixo e olhando para cima com ar pensativo.   E digo devem, não por saber ler a sombra do sol, mas porque acabei agora mesmo de me cruzar com duas pessoas a caminho do meu trabalho. Não é novidade. É frequente encontrá-los nesta deslocação a pé. Faça chuva, faça sol, neve não sei, mas só porque nunca nevou. Mas arriscaria que sim também. São o meu despertador. O meu indicador se devo acelerar o passo ou não. Eles fazem o (...)
27.Dez.17

Palavras Cruzadas // A rapariga que adormece sempre

P.A
Hoje vou contar-vos uma história de embalar.Mas não é para adormecerem. Podem ler descansados que não há efeitos secundários. Pelo menos não é esse o objectivo.Trata-se de uma história de embalar de uma jovem rapariga que adormece sempre que estou a ver televisão com ela. Pode ser telejornal. Pode ser novela. Até pode ser debate político, se bem que neste último não tenho bem a certeza, porque também adormeço.O que é certo é que é uma questão de segundos para que a (...)
31.Mai.17

Sou um Coração Mole

P.A
Após ter ameaçado raptar a avó de um dos seus elementos, a equipa do Sapo decidiu de forma totalmente espontânea convidar-me para responder à sua rubrica "Como Eu Blogo". Embora tivesse já alugado o armazém e mantido a senhora avó Julieta sob vigilância apertada, aceitei. Afinal de contas, sou uma pessoa educada e de coração mole. Não podia deixar assim as pessoas de mãos a abanar. Obrigado à equipa pelo convite inesperado! 
19.Abr.17

Você Decide

P.A
Hoje pode-me chamar de preguiçoso. Aceito.Primeiro porque estou a publicar agora e devia ter sido ontem. Depois porque isto hoje vai ser diferente. Vou-me armar em escritor de mini-novelas dos anos 90 e criar aqui uma espécie de Você Decide.Quem se lembra deste belo programa da TV da altura com o António Sala? Quem disser "Eu", lamento por si.É tão ou mais idoso quanto eu.Basicamente, para quem não conhece o estilo, quando se chegava a uma fase final de novela, série, telefilme, (...)