Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

22.Fev.18

A insustentável leveza do Ter

P.A
Desde a sua génese que o ser humano sempre desejou ter. E ter mais. E ainda um pouco mais.Até já podia ser dono de meio mundo e ter muito. Mas faltava-lhe sempre qualquer coisa.Esta sensação de desejo do desconhecido, de borboletas na barriga pela posse alheia, da galinha da vizinha ser melhor do que a minha, ou no caso de alguns adúlteros, a vizinha apenas, sempre nos acompanhou e acompanhará até ao fim dos nossos dias.Até mesmo a Eva, tendo todo um paraíso para usufruir, (...)
09.Jan.18

Arrumar coisas faz mal à sua saúde

P.A
Já pensaram que espécie de ser humano supostamente evoluído nos transformamos quando estamos em arrumações?Seja a fazer a mala, a empacotar coisas ou outra coisa qualquer que implique ter a de fechar no fim?Se a coisa não corre logo bem, surge em nós um Hulk das arrumações. De repente só é possível arrumar por via da força. Por via do rebentamento do fecho. Hulk arruma. Hulk esmaga. Anos e anos de evolução para subitamente, quando a mala não fecha à primeira, a única e (...)
08.Jan.18

Este Natal vi o Sozinho em Casa e não fez sentido

P.A
É verdade.Não foi planeado. Aconteceu.Este Natal tive o azar de ficar num lugar da mesa virado para a TV e de repente dou por mim a assistir a um dos filmes mais Natalícios de sempre. Não consegui evitar.Eu sei que parece uma desculpa esfarrapada de um viciado em filmes que batem, mas prometi a mim mesmo que não faria aqui qualquer tipo de piadas, nem drogas nenhumas sobre o Macaulay Culkin. Na realidade, nem foi o primeiro Sozinho em Casa. Foi a sequela. A SIC assim o ditou.E (...)
19.Dez.17

Escrever: Sim ou Não?

P.A
O cliché natural e mais associado ao acto de ter um blog acaba invariavelmente espremido num simples:"Porque gosto de escrever". Quantas vezes já lemos esta frase.Seja ele um diário, um local de desabafo, de análise política, de fotografia, moda ou até mesmo de pura parvoíce como o meu. Mas não é isso que todos [que escrevem] dizem só para ficar bonito? -  Pergunta quem lê estes clichés.Não. Isso é o que perguntam todos os que não descobriram que afinal até eram (...)
08.Dez.17

Um Palácio aqui tão perto - Palácio Estoril

P.A
Se vocês fossem por um momento a namorada que apanhou o bouquet deste blog, o que fariam? a) Com esta minha demora toda a dar o próximo passo, deixavam de ser a namorada e mantinham só "o apanhou o bouquet";b) Chegavam à conclusão que afinal a vida não se move com base na apanha de qualquer tipo de planta ou vegetal;c) Tentavam encontrar formas românticas para incentivar o rapaz a chegar-se à frente com o pedido;d) Arrependiam-se por ele ter criado um blog e agora ter ainda menos (...)
21.Nov.17

A Rapariga no Autocarro

P.A
Finalmente a semana passada passou. Finalmente porque foi uma semana longa, cansativa e desgastante. Mas felizmente nem tudo foi mau.A avaliar pelo título, o texto de hoje podia ser uma versão Lisboa Viva do livro < A Rapariga do Comboio > de Paula Hawkins. Ou um claro apelo ao uso da Carris sobre a CP. Mas na realidade só o estou a escrever, não pela referência ao livro, ou para alimentar derbys lisboetas de transportes públicos, mas sim pela rapariga que conheci esta semana.
30.Out.17

Não vejam Stranger Things 2 (sem spoilers)

P.A
A sério, não vejam.Principalmente se gostam de ter vida social num fim-de-semana, não façam como eu fiz. Desliguem a televisão e vão à vossa vida. Estou aqui a dar a cara do blog para que não cometam o mesmo erro.Senão arriscam-se a pensar que vão estar ali só uma horinha para matar saudades do enredo e a prepararem-se mentalmente que vem aí uma nova temporada para ver semana fora e quando dão por vocês passaram 8 horas. Maldita funcionalidade "próximo episódio em 5 segs