Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

22.Fev.18

A insustentável leveza do Ter

P.A
Desde a sua génese que o ser humano sempre desejou ter. E ter mais. E ainda um pouco mais.Até já podia ser dono de meio mundo e ter muito. Mas faltava-lhe sempre qualquer coisa.Esta sensação de desejo do desconhecido, de borboletas na barriga pela posse alheia, da galinha da vizinha ser melhor do que a minha, ou no caso de alguns adúlteros, a vizinha apenas, sempre nos acompanhou e acompanhará até ao fim dos nossos dias.Até mesmo a Eva, tendo todo um paraíso para usufruir, (...)
10.Out.17

Coisas que aprendi ao fazer um Cruzeiro

P.A
É verdade, estive cerca de duas semanas fora do país.Se dizem que os 30 são os novos 20, Setembro é o novo Agosto.Mas tal não chegava para mim e tinha de me armar em jovem adolescente e ir fazer interRails como se ainda tivesse 18 anos.InterRail? Sim é aquele nome que se dá quando visitamos diversos países e culturas num curto espaço de tempo. Uma espécie de Zezé Camarinha, só que de comboio e com menos senhoras. Na realidade o nosso foi um interRail diferente, até (...)