Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

29.Ago.18

O meu horóscopo é melhor que o teu

Hoje não era para escrever.

Mas como algures no mundo existe um qualquer horóscopo que diz explicitamente "Sagitário - escreva hoje e será recompensado", cá estou eu mais uma vez.

 

Primeiro deixem-me explicar que eu sou daqueles que não acredita no horóscopo.

Mas também sou daqueles que o lê sempre que pode. Verdade.

Se disser bem sobre os Sagitários, registo e fico contente. Não acredito na mesma, mas fico contente.

Se disser mal, ignoro e chamo um nome feio à Maya.

E também fico contente por isso.

Mas de modo geral, esta segunda nunca acontece. Não sei se já repararam mas no dito discurso horoscópico existe sempre um relativo cuidado para não magoar sentimentos do seu leitor. É que os astros podem ser muito brutos por vezes e cabe a estes profissionais da astrologia saber como dar a má notícia.

Por exemplo, imaginem a frase "os astros dizem que você vai morrer hoje". Cria choque claro. É rude e causa transtorno na vida de quem lê. Em horóscopez teria de ser algo como:

"Dia mais curto que o habitual. Aproveite, pois hoje estará rodeado de sorte. Pelo menos até às 15:30".

 

O horóscopo é a ciência que acredita que os astros e o seu samba de órbitas universal nos podem dizer que hoje, e só hoje, o nosso número da sorte é o 3. E não o 4. Que devemos beber mais água esta semana pois os nossos rins estão cansados. Ou que é hoje que vamos conhecer a nossa cara metade. Percebe de medicina, de relações amorosas, até de numerologia. Mas curiosamente nunca nos diz a chave do Euromilhões. 

A febre do horóscopo e desta "coisa" de os astros nos guiarem começou exactamente há 2018 anos atrás. Quando 3 senhores fantasiados de reis magos seguiram uma estrela e chegaram onde era suposto. Sendo os primeiros a ser orientados por um astro.

Meus amigos, se assim é, daqui a 2000 anos temos pessoal a ver o futuro no Google Maps. Ou na outra constelação, o Waze.

 

Horóscopo 4018/08:

Saúde: cuidado com a lomba.

Amor: saia na primeira saída.

Dinheiro: cuidado, radar a 500 metros.

 

Mas é preciso ter cuidado com esta arte de saber ler os astros. Não é para quem quer. Veja-se o caso do Pedro Álvares Cabral, queria ser o Vasco da Gama dos astros e chegar à Índia. Leu mal o astrolábio e foi parar ao Brasil.

 

Se tivesse lido bem o horóscopo ainda hoje não sabíamos o que era picanha.

 

 (imagem)

 

P.A.

 

___________

Este foi o 19º texto da rubrica Palavras Cruzadas, criada em parceria com a Rita da Nova. A ideia é irmo-nos desafiando uns aos outros através da escrita e escrevermos sobre temas que saem um pouco da nossa zona de conforto ou registo. Mas não só entre nós! Vocês também podem sugerir temas e escreverem também se gostarem das sugestões!

Este tema foi minha sugestão, vejam o que a Rita  escreveu no blog dela! 
Para a semana, que sugeres Rita?

 

 



22.Ago.18

Ir à praia em 2018

O acto de ir à praia ou "lá plage" como dizem a maioria dos Jean Pierre Miguel nascidos na Damaia sempre foi e sempre será um dos meus momentos preferidos do ano.

E nem é por eu gostar de praia. Que eu até só gosto "comme ci comme ça", mas...(peço desculpa. É que fui ao estrangeiro uns dias na semana passada e já me confundo com a língua.)

...Mas ir à praia é de facto diferente, não é como ir ao cinema ou às compras. Nada disso, é tão complexo como uma ida a casa da sogra.

Envolve todo um ritual de preparação.

 

Antes de sairmos de casa temos de ter a certeza que levamos tudo no carro, senão quando lá chegamos a coisa não corre bem. Além disso temos de pôr sempre o creme para a cara que a nossa querida sogra nos ofereceu nos anos.

Quando vamos para à praia também.

 

Quando vamos a casa da sogra, fazemos para parecer o melhor possível, bem apresentados, de barba feita, peito cheio, barriga encolhida, ficamos sempre no nosso melhor ângulo e usamos todo o nosso charme de linguagem corporal para que a coisa corra bem.

Na praia também.

 

E quando estamos com a sogra e passa uma rapariga em trajes reduzidó-sugestivos?

Claro que por respeito não vimos que a cor da sua roupa interior era azul com apontamentos de renda do lado esquerdo. Em cima.

Na praia também não.

Só que com óculos de sol. Muito mais fácil.

 

Mas embora o ritual de ir à praia ainda se mantenha praticamente igual, o estar na praia tem mudado muito ao longo destes últimos anos. Principalmente em duas áreas que aparentemente não podem coexistir em simultâneo. Quando uma aumenta a outra diminui.

Falo-vos da Depilação e do tamanho do vestuário de banho.

Ora vejamos:

(todas as imagens fora retiradas da internet) 

  • Nos anos 90 era cool ser Tony Ramos 

 

Nível: 0/10 em Depilação

 

As meninas usavam então o Tankini: 

 

Nível: 5/10 em mostrar pele feminina

 

  • Nos anos 00 o Tony Ramos passou a ser o Carreira que para ter pêlo já precisa de usar capachinho:

 

Nível: 5/10 em Depilação

 

As meninas começaram a usar o Bikini:

 

 

Nível 7/10 em mostrar pele feminina

 

  • Nos nossos actuais anos 10, apareceram os filhos do Carreira:

Nível: 10/10 em Depilação

 

As meninas (e não só) começaram a usar tanga e fio dental na praia.

 

 


Nível 9.99999999999/10 em mostrar pele

 

Pelo andar da Carreira não sei onde isto vai parar.

Provavelmente no Meco.

 

Por favor Mickael e David, pelos vistos depende de vós. Vejam lá isso se faz favor.

Procriem com cautela ok?

 

P.A

 

E já me estava a esquecer de uma coisa.  

Ir à praia em 2018, para mim que sou um pequeno bengaleiro, é como ir ao IKEA.

É só armários por todo o lado.

Mas que se passa pessoal? Que é feito dos bengaleiros Zé Marias que dantes até ganhavam os Big Brothers?

Esta mania dos armários veio estragar a venda tradicional de bengaleiros. É que ainda por cima são fáceis de montar. 

Maldito IKEA.

 

Cautela nisso também ok?

 

____________

Este foi o 18º texto da rubrica Palavras Cruzadas, criada em parceria com a Rita da Nova. A ideia é irmo-nos desafiando uns aos outros através da escrita e escrevermos sobre temas que saem um pouco da nossa zona de conforto ou registo. Mas não só entre nós! Vocês também podem sugerir temas e escreverem também se gostarem das sugestões!

Este tema foi sugestão da Rita, vejam o que escreveu no blog dela! 
Para a semana, que tal falarmos da ciência exacta que é o Horóscopo? Pelo teu signo acho que não ligas muito Rita...



01.Ago.18

7 Dicas para evitar o stress pós-férias

Por acaso o caro leitor ou a cara leitora já foram de férias este ano?

Se já foram, parabéns. Sabem do que vou a falar a seguir.

Se ainda estão de férias, por favor desinstalem o instagram. Não é por mal, é inveja mesmo. Ainda por cima tenho por hábito ver instastories antes de adormecer e tenho vindo a descobrir que a passagem de instastories no verão tem o efeito oposto à da contagem de carneiros.

 

Embora eu esteja claramente a sofrer de um stress de pura inveja alheia e como tal não conseguir dormir por vossa causa, o que é certo é que também vocês, os que estão de férias, muito brevemente se vão juntar a mim.

Falo do que os especialistas corriqueiramente chamam de síndrome ou stress pós-férias, ou como diz a minha avó reformada, do "Acabou-se a papa doce".

E tal como quando acaba a papa doce ficamos com cara de que só sobrou a sopa azeda, o mesmo se passa no pós-férias. Só sobram as tais fotos do instagram para nos fazerem não dormir.

Mas não são só as saudades dos momentos de férias que nos fazem deprimir quando voltamos à rotina do dia-a-dia.

 

Aquele primeiro dia de regresso ao trabalho também nos marca. Quando chegamos e verificamos que o mundo não acabou e a nossa falta não foi assim tão sentida, leva-nos a uma das maiores questões filosóficas de todo o ser humano:

"Será que descobriram finalmente que sou incompetente?"

A resposta é sim. Mas despacha-te a fazer-te de muito ocupado outra vez.

 

Por isso, e sem mais demoras, apresento-vos 7 dicas para evitar sofrer de stress pós-férias:

 

1 - Ir de férias com alguém que não goste (ex:sogra), os restantes 340 dias do ano vão parecer o paraíso

2 - Não tirar qualquer tipo de fotografia, ajuda-o a si e a todos os que o rodeiam a dormir melhor o resto do ano

3 - Deixar propositadamente um problema no trabalho, para que assim sintam a sua falta. Só tenha cuidado para não parecer demasiado incompetente.

4 - Não ir de férias. Assim só fica com stress geral.

5 - Ir apenas a restaurantes com uma estrela ou menos no tripAdvisor. Ganha em stress intestinal.

6 - Colocar as toalhas/chapéu mesmo por baixo do alerta "Perigo, Queda de Arribas". Bom este já todos o praticam.

7 - Ler o meu blog

 

Boa sorte.

 

Nota: As alternativas devem ser utilizadas com cautela e à responsabilidade de quem as pratica, sendo a 7ª a mais perigosa para a sua saúde.

 

(imagem)

 

P.A

 

____________

Este foi o 17º texto da rubrica Palavras Cruzadas, criada em parceria com a Rita da Nova. A ideia é irmo-nos desafiando uns aos outros através da escrita e escrevermos sobre temas que saem um pouco da nossa zona de conforto ou registo. Mas não só entre nós! Vocês também podem sugerir temas e escreverem também se gostarem das sugestões!

Vejam o que escreveu a Rita no blog dela!