Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

31.Jan.17

"Estamos a treinar! Estamos a treinar!"

Caríssimos,

 

Hoje trago-vos uma frase que certamente já ouviram algumas vezes, mas que aparentemente só eu reparo nela...

 

Peço só que comecem por imaginar aqueles jovens casais que no Natal estão com a restante família. Tudo ali à mesa.

Estão a ver? Agora mantenham-se com essa imagem e ponham ali mais uma pessoa à mesa:

Eu!

Tudo bem visualizado? Vamos prosseguir.

Estamos ali todos juntos, várias gerações à mesa, bom ambiente! Tudo perfeito.

Até que o avô Manuel resolve perguntar: "Então para quando um bisnetinho?"

A que o casal meio envergonhado, responde em coro a olhar para toda a gente: "Estamos a treinar! Estamos a treinar!"

Automaticamente largo os talheres.

Páro de mastigar.

Assisto incrédulo àquela resposta!

Olho em volta e sou o único de braços abertos, está toda a gente a rir e indiferente! 

 

Eles acabaram de dizer à frente de toda a gente e à mesa, que andam a "pôr a chave na fechadura" a "guardar o secador na gaveta" a "lançar a serpentina", a "misturar a comida", a "brincar com os talheres"! E nada?!

Estão ali os pais da rapariga por amor de Deus! E os avós! E as crianças???

Apetece-me ir chocalhá-los a todos!!

 

Respira P.A....Respira...

 

Mas e o sogro do rapaz? Sim, o pai da rapariga!

Então o rapaz acabou de dizer algo como: "Caro sogro eu gosto muito da sua filha, mas olhe ainda não é para ter um filho, deixe-me só aproveitar e ir fazendo mais uns test drives. Você sabe como é."

E o sogro ainda ri??

 

Já nem comi a sobremesa.

 

P.A 



30.Jan.17

Ora sai um livro fresquinho para o menino e para a menina

Caríssimos,

 

Hoje trago algo menos brincalhão, mas calma! O tema continua a ser o humor. 

 

Terminei recentemente a leitura de um livro. Livro mesmo! Não é pdf nem aquilo que se lê no ipad com o dedo a virar a página e a fazer zoom com os dois dedos.

Antes de o começar a ler, pensei, isto é coisa para valer a pena eu dizer qualquer coisa aqui.

Enquanto lia, tive a certeza.

 

Falo-vos do mais recente livro de Ricardo Araújo Pereira, cujo autor é conhecido pela escolha de títulos sempre muito característicos:

"A Doença, O Sofrimento e A Morte Entram Num Bar" (eu avisei)

 

 

 

 

Se esperam uma espécie de sequência de sketches humorísticos, ou um conjunto de anedotas ao estilo do título, desenganem-se.

Este livro mostra-vos o enquadramento cultural do humor ao longo dos tempos. Tendo referências absolutamente deliciosas a autores conhecidos, filósofos e até possíveis realidades alternativas para factos históricos.

 

Claro que não é um episódio do canal História, afinal estamos da falar do Ricardo! É exactamente esta mistura que faz deste livro um espécime único para quem gosta de ler humor e, principalmente, sobre humor.

Lembram-se do post da adivinha? O Ricardo também gosta do grande Alberto Pimenta e fez-lhe a devida homenagem.

 

E claro, também tem umas dicas... mas isso não interessa para nada!

 

Depois ninguém vinha ao blog do P.A... 

 

P.A.



27.Jan.17

Os beijos na nossa vida

Caríssimos,

 

Quem não se lembra do seu primeiro beijo?

 

Normalmente, o primeiro beijo até nem tem um impacto muito positivo.(Que hoje em dia quase acontece antes de aprenderem a falar)

É mais uma espécie de carimbo mal posto nos correios, que depois nem acaba por chegar ao destino. A não ser que, do outro lado, não seja a primeira vez e o senhor(a) dos correios domine já a arte de carimbar com qualidade.

Aí, até se pode recordar já com outro gosto.

 

No entanto é uma arte que só lá vai com algum treino. Hoje em dia até há Google, mas não aconselho. O mais provável é que diga que faz cancro ou que apanham herpes (esta por acaso é mesmo verdade).

Por isso, vão por mim, treinem e vejam reality shows. Chega!

Depois de algum tempo acabamos por ficar finalmente aptos! Até que conseguimos atingir aquele beijo romântico cinematográfico, cheio de emoção, que faz estremecer qualquer donzela, ou algum cavalheiro mais sensível. 

 

Fantástico! E agora?

Agora aproveita!!!

É que com a idade...os desmaios tomam outra desculpa...

Perde-se a emoção. E corremos o risco de receber um terceiro elemento na nossa relação. Não, não é a(o) amante.

Falo mesmo do mau hálito.

Já os clássicos filmes da Disney retratam este aspecto na personagem dos príncipes encantados. Aquela da bela adormecida só acordar com o beijo nunca me enganou. Até tive pena, coitada. Lembram-se da cara que ela fez? Nem sabia se eram bróculos com 15 dias (já me aconteceu) ou bacalhau de há um mês!

Mas pronto, pelo menos percebi bem a mensagem do filme.

 

O amor vence mesmo tudo.

 

Por isso mesmo amigos, como diz a minha avó, quero ver esse beijinho!

 

P.A



26.Jan.17

O Informático - O primeiro dia

Caríssimos,

 

Dados os comentários ao post da semana passada de "O que é um informático?" percebi que estamos perante uma situação que exige intervenção do P.A. Poderia ignorar e não fazer nada, mas não consigo.

É como não ajudar uma velhinha a atravessar a estrada. É um assunto que mexe comigo emocionalmente.

 

Resolvi portanto prolongar e detalhar um pouco mais este tema. Claro que como me afecta de forma muito particular, pode ser que me exacerbe um pouco mais em algumas descrições. Estão avisados.

 

Apresento-vos então o primeiro dia de aulas na faculdade, o que por si só já é um choque para qualquer curso, mas neste caso ainda é pior.

E porquê? Dou alguns exemplos.

 

Notem apenas que esta realidade hoje em dia pode estar um pouco menos agreste, mas é a minha história e a de muitos outros que conheci que venho aqui partilhar.

 

Como qualquer rapaz normal do secundário, vimos formatados de uma rotina de convivência, companheirismo e relacionamento pessoal, hormonal, típico da idade, ou seja, como se diz na gíria  "gajas" .

Temos 18 anos caramba!!

Vocês não sabem medir a profundidade do golpe que é estar na flor da idade e não existir a definição de "gaja boa da turma", aliás nem gaja de coisa alguma! 

É completamente contranatura! É como termos um Porsche e não conseguir meter a mudança para arrancar! O motor pede, mas falta ali qualquer coisa e não entra! Só faz barulho!

É que para verem bem, até vão mais raparigas por engano à casa de banho dos rapazes no pavilhão de química, por mês, do que às aulas de Programação 1, que foi logo a minha primeira aula. (contaram-me, não estive lá um mês escondido, a vigiar, claro...)

É que até daquela rapariga do secundário que me assustava, tive saudades naquele dia.

Lembro-me perfeitamente de ponderar se estaria realmente a seguir os ideais de Darwin. A procriação da espécie pareceu-me algo impossível naqueles parâmetros, anos e anos de evolução para terminar ali naquele momento, num anfiteatro sem ovários.

 

Foi aí que percebi que os psicotécnicos do secundário não estariam assim tão errados quando me sugeriam exercer a arte de ser Padre.

E não estou a brincar. Nem eu sabia que isso era uma hipótese!

 

É que vejam bem, até os padres, que não conduzem aquele tipo de Porsche, têm mais raparigas na audiência..

 

Enfim...Ámen.

 

Ámen não pa!

Até nisto!

Áwomen caraças!

 

P.A

 



25.Jan.17

É tudo uma questão de higiene

Caríssimos,

 

Se vivem juntos e um de vós não gosta de deixar a casa limpa de acordo com a regularidade que o outro impõe.

Hoje trago-vos a solução.

Principalmente se for o rapaz que considera que o pano do pó fica ofendido por ser incomodado e obrigado a ter de limpar pó de apenas 1 semana. 1 semana de pó? Nem deve ser pó ainda! Onde é que isto já se viu? Chamar um bombeiro para apagar um fósforo?

Bem, mas agora a conversa vai mudar. Não se preocupem.

Ele agora vai deixar de se preocupar com os sentimentos do pano do pó e até vai insistir para que seja limpo de forma bem mais regular! Tudo para vos agradar, claro.

 

Não é fantástico? Imaginem a vossa surpresa:

 

Chegarem do trabalho e verem a casa a brilhar, até aqueles cantos mais escondidos que é preciso perder mais tempo, ele garante que foram limpos.

Até aquele candeeiro da sala, lá mesmo em cima que ele reclama porque tem de subir, está a brilhar.

Até o vidro da banheira, impecável!

Ele até tirou o dia só para vos fazer esta surpresa!

E o mais incrível de tudo?

Está com um sorriso rasgado e com olhos de criança que acabou de receber o seu primeiro power ranger vermelho!

 

Ah, adoro ver casais felizes! 

Quem tem ideias destas, devia ser mais reconhecido pelo bem estar que transmite aos casais.

 

E tudo por causa disto.

 

Não gostam é muito do preço, não é?

 

O power ranger também ia custar mais ou menos o mesmo e não iam ter a casa limpa.

 

Compensa...

 

P.A.



24.Jan.17

Obrigado Gorden Kaye

Obrigado por:

 

Conseguires pôr um miúdo de 10 anos a rir, mesmo sem perceber 80% da sátira escondida.

Conseguires ser motivo suficiente para convencer a minha avó a deixar o neto ficar acordado até mais tarde naqueles domingos à noite, tendo eu escola bem cedo no dia seguinte.

Conseguires pôr um miúdo de 15 anos a perceber as primeiras dicas de como ser um garanhão. (eu não saber replicar, é culpa minha)

Conseguires pôr um miúdo de 20 anos que te voltou a apanhar na SIC Radical, a rir, e agora sim saber apreciar toda a sátira por inteiro.

Conseguires pôr este miúdo de 30 anos a parar, sempre que te apanha na RTP Memória, e continuar a rir da mesma forma como há 20 anos atrás.

 

Por tudo isso, Obrigado René!

 

 

P.A.



23.Jan.17

Tinder rima com..?

Caríssimos,

 

Antes de mais, eu não tenho Tinder.

Até é pena, porque teria muitos mais temas para postar aqui...Por isso, qualquer coisa que não esteja correcta, apelo aos experts na matéria que me alertem, se faz favor!

Na realidade e exactamente por isso, eu já tentei instalar aquilo algumas vezes, mas pede sempre a porcaria da autenticação por facebook. E eu não tenho facebook...

Só o blog é que tem direito, se quiserem, vão lá fazer o like da praxe para acompanharem aqui o P.A.

 

Bem, mas adiante.

 

Como conheço algumas pessoas que "praticam", até sei como a coisa funciona.

Para quem não conhece, é uma aplicação onde primeiro se escolhe que tipo de pessoas queremos ver e depois, a cada perfil que nos aparece, fazemos like ou não.  Se a outra pessoa também gostar, começam ambos a falar no chat.

No fundo, um claro incentivo ao célebre cliché: "A beleza interior é mais importante".

 

Claro que é. Cada vez mais.

 

Basicamente, no caso dos rapazes, é uma aplicação em que escolhemos para o nosso perfil uma fotografia que não é nossa, mas sim de um actor mexicano-italiano (sempre mais sexy do que nós) e pouco conhecido por cá. Brasileiro não, que elas conhecem.

O problema é que temos de arranjar uma forma de pôr a foto eleita no nosso facebook, porque é lá que o Tinder a vai buscar. Aconselho agora o mês de Fevereiro, com a desculpa do Carnaval, como boa forma de começo.

Se não também podem criar um facebook novo/falso para o efeito, mas aí perdem aquelas raparigas que sabem distinguir um perfil falso, de um verdadeiro (se estas forem realmente o vosso objectivo, rapazes).

 

Eu, por acaso, gosto delas um bocadinho inteligentes. Sou um esquisito.

 

Alternativamente, também podemos publicar aquela foto em que estamos lá ao longe, naquele canto, atrás do senhor do pão que está a falar com uma espécie de Brad Pitt português, que por acaso é nosso vizinho e, naquela foto, até aparece mais focado que nós. Assim a rapariga vai pensar que encontrou "a beleza interior" que procurava, e nós, também não estaremos a mentir, afinal estamos na foto. Nem o senhor do pão está a mentir. Perfeito!

 

No caso das meninas, não é preciso nada, vão ter sempre matches. Os rapazes no Tinder são como as crianças no corredor dos doces do supermercado, se as deixarem, metem a mão a tudo.

 

Quando eu andava na escola não tinha nada disto. Se queria encontrar alguma coisa que por fora fosse atractiva, deliciosa, que me fizesse salivar por mais e que nunca sabia o que poderia estar lá escondido dentro, também ia ao corredor dos doces do supermercado. Mas tinha outro nome.

 

Se calhar é por isso que o ovo Kinder rima com Tinder.

 

P.A



20.Jan.17

"Deixa estar querido, eu faço!"

Caríssimos,

 

hoje venho falar de inteligência masculina.

 

Fim de post.

 

P.A

  

 

 

Se eu terminasse ali, seria, com certeza, o post com mais favoritos que alguma vez iria ter aqui no Sapo!

Com sorte, até teria destaque!

 

 

Mas tenho de ser sincero e prosseguir.

Hoje venho falar de um comportamento tipicamente masculino que assumimos automaticamente mal a respectiva nos diz para fazermos alguma coisa. Nem é por mal, porque nós até fazemos! Mas a verdade é que acontece.

 

Depois de ter visto este post da mãe dos PP's,  tudo ficou ainda mais claro para mim e vou tentar explicar-vos o que realmente se passa na mente dos rapazes.

 

(qualquer semelhança com os cenários do post da mãe dos PP's é pura ficção)

 

Esposa: " Amor, mete duas bananas, dois iogurtes e um pacote de bolachas na lancheira"

Marido: " Meto duas bananas das mais pequenas ou das maiores? Meto iogurtes mimosa ou iogulinos? Bolachas de quais?"

 

Ora vamos lá tentar perceber aqui uma coisa primeiro:

Nós queremos fazer isto todos os dias? Não.

Queremos ser reconhecidos por sermos os melhores arrumadores de lancheiras do mundo? Também não.

Então que vamos fazer?

Dizer que não fazemos é mau. E só consideramos fazer porque é ela a pedir...

Eis que surge o então o Plano A:

Complicar isto ainda mais para ver se ela se farta e, por seremos tão complicados, comece a soprar de desespero e finalmente soltar, de seguida, uma das melhores frases que um homem pode ouvir:

 

"Deixa estar querido, eu faço!"

 

Ah... mesmo só de ler, senti uma leveza de espírito imediata!!

 

Bem, mas agora que já perceberam a ideia, vamos ver o caso seguinte?

 

Esposa: "Mudas a fralda do P. que agora estou ocupada?"

Marido: "Achas mesmo que tem de ser mudado? Tens a certeza,certezinha que tem cocó?" Não podes mesmo ser tu a mudar? Eu não me importo mas..."

E durante a muda da fralda: " Que creme meto no rabo do P.? O Halibut ou A-derma?"

 

Ora...

Queremos mudar a fralda? (não precisam de responder a esta)

Queremos ser reconhecidos como o melhor domador de fraldas com cocó do mundo? (também não precisam de responder...)

Mas infelizmente, muitas vezes, o plano A só por si não resulta e ela não nos vem salvar. "Caraças pá! O raio daquela frase que não sai nem por nada!" Então é hora de seguir em frente e ir assumindo algum prejuízo. Mas sem nunca desistir!

Mesmo durante a muda da fralda ainda acreditamos que é possível sobreviver relativamente ileso à situação, então tentamos, desesperadamente, complicar ainda mais o plano A original, na esperança de pelo menos... não termos de pôr o creme no fim.

 

E por fim o caso mais difícil de todos para o rapaz. Quase impossível de complicar à primeira vista!

 

Esposa: "Podes arranjar uma pêra para o P. comer?"

Marido:" E devo esmigalhar com o garfo ou passo no ralador?"

 

Somos inteligentes ou não?

 

P.A



19.Jan.17

O que elas acham, quando, de repente, ele começa a fazer mais e melhor

Caríssimos,

 

Hoje tenho mais um tópico que, ainda ontem à noite, numa série que estava a ver no netflix, me saltou à vista.

 

Vou dizer-vos mais ou menos como tudo começa.

Primeiro os elementos do casal do netflix conhecem-se e tal, habituam-se um ao outro, fofinhos, depois o tempo passa e começam a ter menos tempo em comum. O tempo vai passando ainda mais, até que chega finalmente o ioga com a amiga cabra.

(esta com 2 pernas apenas, não como a de ontem...)

 

Agora vamos voltar à casa de partida: Ao início da relação. Mais propriamente, à mente do rapaz.

Para isso vamos assumir agora que estamos fisicamente dentro de uma mente masculina.

Peço apenas que ignorem, por favor, a secção dos jogos de computador aqui à esquerda, a do clube de futebol, em frente, e principalmente esta secção de 43 pisos, toda desarrumada, correspondente a toda a informação associada ao acto reprodutivo.

Vamos concentrarmo-nos apenas nesta pequena secção aqui, de aproximadamente 2 milímetros, correspondente ao grande amor da vida do rapaz.  

 

É exactamente aqui que vamos encontrar os pensamentos de início da relação.

 

Neste caso, o rapaz já conhece a história do casal do netflix, então ele resolve pensar:

 

"Se calhar quando eu notar que isto está a perder gás, vou fazer qualquer coisa para ver se melhora, que eu sei que ela vai gostar!"

 

Agora vejam bem o que vocês, meninas, pensam disto.

 

Apresento-vos algumas conversas entre duas amigas após o marido de uma ter tido este pensamento, (tudo retirado do netflix, claro):

 

Esposa: O meu marido anda estranho, então não é que agora me traz flores?

Amiga:TEM OUTRA!

 

 

Esposa: O meu marido anda diferente, então não é que agora se tornou uma fera na intimidade?

Amiga: TEM OUTRA!

 

 

Esposa: O meu marido anda doente, então não é que agora faz sempre questão de baixar o tampo da sanita quando sai da casa de banho?

Amiga :TEM OUTRA!

 

E por fim...

 

Esposa: O meu marido anda normal, não falamos, nem me liga, nem me lembro bem da cara dele agora que penso nisso amiga.

Amiga: Ai amiga, tenho tanta inveja da vossa relação estável. O meu agora mudou! Deu em fazer tudo lá em casa! Ando mesmo desconfiada..

Esposa: TEM OUTRA!

 

E pronto é isto que se aprende no netflix.

 

 

P.A



18.Jan.17

Quando elas não se importam que eles façam ioga com a cabra, amiga deles

Caríssimos,

 

Hoje trago esta grande novidade! 

Se te achas um rapaz sexy, forte, cheio de vida mas já comprometido e queres passar a ter umas aulinhas extra com aquela amiga tua, a que a tua amada chama, simpaticamente, de cabra...

 

Este post é para ti!

 

E mais!

Se te disser que se acabaram as desculpas, como:

- aqueles dias em que tens de dizer que ficas a trabalhar até mais tarde

- ou aquelas reuniões XXL, fantasmas, que nunca mais acabam e que, curiosamente, ficas sempre sem rede

- ou aquele azar, que a sair do trabalho, em Lisboa, te enganaste na saída da autoestrada e por isso é que ela está a ver no GPS que afinal estás é no Porto

- ou simplesmente, "tenho de escrever o post para amanhã querida, já vou ter contigo"

 

Este post é para ti!

 

Agora já podes chegar ao pé da tua respectiva e dizer apenas isto:

 

"Hoje vou ter mais uma aula de ioga com aquela cabra que tu tanto gostas! Beijinhos!

Volto tarde. Não esperes por mim."

 

E ela, ao invés de te deixar inconsciente no chão, vai apenas sorrir e dar-te um beijo de despedida, enquando abana a cabeça, como se fosses fazer algo fofo?

 

Sim, é possível! Yes, we can!

 

Como seria de esperar, existem já 1200 alunos em fila de espera, por isso, inscreve-te rápido!

 

Mais detalhes aqui!

 

Digam é que vão pelo P.A.

 

E encontramo-nos lá.

 

Na próxima "quinta".

 

P.A.



Pág. 1/3