Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

O Night Summit

Peço desculpa a todos aqueles que aqui vieram na expectativa de lerem um pouco sobre tecnologia. Mas tenho de ser fiel ao título e falar da verdadeira caça aos talentos que se passa no Web Summit. Pelo menos ali depois das 18/19 horas que é quando acaba aquela parte mais chatinha, que entretém até chegar o Night Summit. Sim existe um Night Summit.

 

Se o lusco fusco são 5/7 minutos e o pessoal tem de aproveitar rápido o clima romântico para pedir a respectiva em casamento, no Web Summit passa-se exactamente o mesmo. É ali um 6 a 9 de Novembro em que não se pode perder a oportunidade. 

 

E a parte interessante é que é exactamente esse o slogan oficial do Night Summit

"At Web Summit you listen, take it all in. At Night Summit you meet people & connect"

 

Na realidade até vou falar um pouco de tecnologia, viram, até me porto bem, mas só porque uma amiga minha me mostrou uma APP e serviu de inspiração para escrever este texto.

 

Falo de uma das APPs mais utilizadas por participantes do Web Summit.

O Tinder.

Isso mesmo. O Tinder.

 

Durante o horário laboral do Web Summit, temos jovens empreendedores bem apresentados, formados, a apresentar as suas ideias, os seus modelos de negócio, a sua estrutura e o seu conhecimento a quem pagou bilhete e está também ali, não só para aprender, mas também para reforçar a sua carteira de clientes. A verdade é que quando se fecham as portas e o regime laboral cai, aí sim começa o verdadeiro networking.

 

Pelo menos a avaliar pela invasão astronómica de perfis Web Summitarianos no Tinder, que pude constatar na conta da minha amiga Joana. Todos eles entusiastas tecnológicos que pela foto e texto, estão certamente sedentos por apresentar também eles a sua tecnologia de ponta, ou discutir apenas como a sua plataforma masculina pode conhecer, ou algo mais, uma qualquer aplicação de sexo feminino que lhe faça like.

E fazem mesmo questão de alertar: <At Web Summit, only this week in Lisbon!> Até fica no ar aquela ideia que se calhar é melhor aproveitar, que é uma qualquer promoção prestes a terminar: "Aproveite, só esta semana!".

 

Sinto-me profundamente traído, confesso.

 

Eu que passei anos e anos em que só no terceiro encontro podia dizer que era informático ou do ramo das tecnologias, porque não era algo muito bem visto no mundo feminino, assisto agora a este fenómeno em que aparentemente passou a ser um atributo altamente cotado no PSI20 dos amores virtuais?

A sério, não me façam uma coisa destas! 

Agora a levar com isto?

 

Agora já ela apanhou o bouquet caraças!

 

Tanto jeito me tinha dado o Web Summit em 2007.

 

Pelas ideias, claro.

 

 (imagem)

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Inscrevi-me no Tinder...

Antes de mais quero agradecer publicamente à Maria das Palavras por me ter proporcionado este desafio pessoal de como é contar à rapariga que apanhou o bouquet, que ia instalar o Tinder. Além de me ter enriquecido psicologicamente, descobri também que alguns dedos da mão dela demoram até cerca de 2 dias para sair totalmente da minha face. Vá lá que só lhe contei sexta à noite. Assim na segunda, no trabalho, já não fui gozado. Sempre fui dos que gosta de planear bem as coisas.

Muito obrigado do fundo, mas do fundo mesmo(!), do meu coração a ti, minha querida Maria das Palavras!

 

Bom, além de ter desenvolvido algumas skills de camuflagem para conseguir concretizar esta "aventura" com sucesso até ao fim, importa esclarecer que me apresentei exactamente como me apresento aqui, o P.A, que tem este blog. A alternativa seria ir como eu próprio, mas aí, expondo toda esta espécie de face que possuo, é que não teria matches pela certa. E pior, a chapada de sexta à noite teria sido em vão. Não arrisquei.

 

Antes de instalar, a ideia que tinha do Tinder é que não havia espaço para muita conversa e o foco estaria mais orientado na acção seguinte/encontro. Mas na realidade até fiquei surpreendido. Claro que há algum deboche, casais à procura de um terceiro elemento para ajudar na "lida da casa", poucas vergonhas e até oferta de serviços de "massagem divina", mas de forma bem mais rara do que raparigas que usam simplesmente o Tinder como ferramenta para conhecer novas pessoas.

 

O mercado Internacional 

Um rapaz no Tinder e em Lisboa em particular, como é o meu caso, tem de saber inglês. É que 75% das raparigas que surgiram, eram turistas. Sim, 3 em cada 4. Algumas procuravam apenas guias turísticos para melhor conhecer Lisboa, outras "algo" só para hoje à noite e outras lançam até uma espécie de ultimato ao consumidor Tindeiro português:

"Últimos dias por Portugal..." Liquidação total?

"Só esta semana..." No Pingo Doce?

"Só hoje..." Preço da picanha?

 

Pergunto-me se existirá cartão de pontos.

 

O atributo feminino mais comum

Mas no que trata a descrições mais comuns sejam internacionais ou não, a maior parte das raparigas podia não escrever muito, mas havia um detalhe que estava quase sempre presente: A altura. Eu imagino estes inícios de conversa depois de um match:

"Com que então 1.68, sua marota..." - O garanhão standard

"Adoro a tua personalidade em termos de altura, Maria" - O garanhão pseudo intelectual 

"Que engraçado! 1.68?? Temos tanto em comum!" - O garanhão mentiroso 

"Sabias que 1.68 era a altura de Napoleão?" - O que vê o canal História

 

Top 10 descrições 

"A criança na terceira imagem não é o meu filho e o homem nas fotos 2 e 4 não é o meu namorado. É o meu ex." - A rapariga com poucas fotos...

"Procuro companhia (não necessariamente a mesma) para várias coisas..." - Muito cuidado com esta, ainda acabam o dia a limpar o chão e a estender a roupa enquanto ela está ocupada no quarto. Com outro.

"Candy crush Level 1023" - Não quero imaginar como será ter uma relação com alguém melhor do que eu no Candy Crush.

"O que te faz fazer match com uma tipa sem fotografias?" - Aprecio bastante raparigas que nos fazem pensar, mas bastante mesmo. Mas como não tinha foto, não dei like.

"Bora fechar uma" -  Devo ser demasiado velho para perceber esta, mas tenho algumas ideias.

"O meu nome é Joana, não Luisa. Long story" - Fernanda Pessoa?

"Procuro homem divertido e financeiramente estável para relacionamento sugar" - Sinceridade acima de tudo, mas relações deste tipo podem provocar diabetes. Tipo F (financeiro)

"Só quero fazer amigos, mas ninguém acredita em mim" - Se calhar é por causa dessa foto de decote "pouco amigável" que apresentas, amiga.

"Não procuro macho para acasalamento ocasional. Quero um para me aquecer os pés no Inverno e que dê a volta ao mundo comigo" - Por acaso tenho aqui o número do canil municipal. Ajuda?

"Filha única, pelo menos não corro o risco de o meu irmão mais velho me ver no Tinder" - Ora aí está algo que nunca tinha pensado...

 

Quando encontras alguém conhecido no Tinder

Foi preciso entrar no Tinder para saber que uma colega minha que não vejo desde 2002 se tornou arquitecta, vegetariana e gosta de praticar yoga. Outra coisa interessante que fiquei a saber é que até agora não me devolveu o like. No fundo, nada mudou entre nós desde o secundário. 

 

A minha namorada apanhou o bouquet no Tinder

Além de todos os pontos que já vos falei, encontrei também alguns perfis para divulgação de blogs - o Tinder a ser usado para efeitos de divulgação, e para meu espanto, também algumas leitoras deste cantinho! Meninas, vocês sabem quem são, obrigado pelos matches e por essas mensagens simpáticas.

 

Maria das Palavras no Tinder

Mas maior espanto ainda foi verificar que gostar da página da Maria das Palavras tem um efeito casamenteiro maior no Tinder do que gostar da página da Teresa Guilherme.

Se há dica que deixo aos rapazes que estejam a pensar "entrar no negócio" é que façam like neste reservatório de almas femininas que é a página de facebook da Maria das Palavras! Depois se quiserem ler o que ela escreve enquanto a rapariga do Tinder não responde, também podem claro, mas vão por mim que vale a pena.

 

 

CONCLUSÕES

Inicialmente estava um pouco cético quanto à utilidade e propósito do Tinder, mas a verdade é que também se encontram boas raparigas, além de só raparigas boas. Eu próprio, como P.A fiquei a conhecer melhor algumas, por isso com os devidos cuidados e filtros até aconselharia colegas meus a utilizarem. Não sei se sempre foi assim, mas foi a impressão com que fiquei. Se por acaso já conheciam ou já utilizaram, concordam?

Não se esqueçam de ler também a visão da Maria das Palavras e os seus sedutores e másculos perfis! E já sabem, like na página dela, nem que seja para acederem ao mundo casamenteiro que vos espera.

 

 

 

 

P.A

 


E fazer like na página do facebook, não?

Tinder rima com..?

Caríssimos,

 

Antes de mais, eu não tenho Tinder.

Até é pena, porque teria muitos mais temas para postar aqui...Por isso, qualquer coisa que não esteja correcta, apelo aos experts na matéria que me alertem, se faz favor!

Na realidade e exactamente por isso, eu já tentei instalar aquilo algumas vezes, mas pede sempre a porcaria da autenticação por facebook. E eu não tenho facebook...

Só o blog é que tem direito, se quiserem, vão lá fazer o like da praxe para acompanharem aqui o P.A.

 

Bem, mas adiante.

 

Como conheço algumas pessoas que "praticam", até sei como a coisa funciona.

Para quem não conhece, é uma aplicação onde primeiro se escolhe que tipo de pessoas queremos ver e depois, a cada perfil que nos aparece, fazemos like ou não.  Se a outra pessoa também gostar, começam ambos a falar no chat.

No fundo, um claro incentivo ao célebre cliché: "A beleza interior é mais importante".

 

Claro que é. Cada vez mais.

 

Basicamente, no caso dos rapazes, é uma aplicação em que escolhemos para o nosso perfil uma fotografia que não é nossa, mas sim de um actor mexicano-italiano (sempre mais sexy do que nós) e pouco conhecido por cá. Brasileiro não, que elas conhecem.

O problema é que temos de arranjar uma forma de pôr a foto eleita no nosso facebook, porque é lá que o Tinder a vai buscar. Aconselho agora o mês de Fevereiro, com a desculpa do Carnaval, como boa forma de começo.

Se não também podem criar um facebook novo/falso para o efeito, mas aí perdem aquelas raparigas que sabem distinguir um perfil falso, de um verdadeiro (se estas forem realmente o vosso objectivo, rapazes).

 

Eu, por acaso, gosto delas um bocadinho inteligentes. Sou um esquisito.

 

Alternativamente, também podemos publicar aquela foto em que estamos lá ao longe, naquele canto, atrás do senhor do pão que está a falar com uma espécie de Brad Pitt português, que por acaso é nosso vizinho e, naquela foto, até aparece mais focado que nós. Assim a rapariga vai pensar que encontrou "a beleza interior" que procurava, e nós, também não estaremos a mentir, afinal estamos na foto. Nem o senhor do pão está a mentir. Perfeito!

 

No caso das meninas, não é preciso nada, vão ter sempre matches. Os rapazes no Tinder são como as crianças no corredor dos doces do supermercado, se as deixarem, metem a mão a tudo.

 

Quando eu andava na escola não tinha nada disto. Se queria encontrar alguma coisa que por fora fosse atractiva, deliciosa, que me fizesse salivar por mais e que nunca sabia o que poderia estar lá escondido dentro, também ia ao corredor dos doces do supermercado. Mas tinha outro nome.

 

Se calhar é por isso que o ovo Kinder rima com Tinder.

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Posts mais comentados

Arquivo