Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Em Banho Maria - A Rentrée

Tenho uma péssima notícia para vos dar.
 
Péssima também não. Pronto, mazinha. Pelo menos para mim.
 
Lembram-se de uma rubrica que eu tinha com uma tal de Maria que era uma bruta, mas bruta, bruta, brutinha mesmo??
Bruta boa pessoa?
 
Essa mesmo, a Maria aqui do SapoBlogs.
 
Pois é, já que estamos num período de rentrée (termo chiquérrimo), achámos bastante apropriado aproveitar a boleia. 
Até porque com este final de Agosto e início de Setembro chuvosos, mais vale ficar em casa a escrever do que a tomar banho na praia. Sem ir à água.
 
Maria, já saiste da casa de banho? Estou aqui a engonhar... Diz olá aos senhores! 
 

Maria: Sim estou pront...erm..Olá a todos!! que saudades que tinha desta espécie de rubrica! Andei durante meses a implorar ao PAzinho para “voltarmos” mas ele diz que eu lhe dei cabo dos neurónios… Não percebo.. 

Mas olha que no entretanto deves ter andado a beber caipirinhas com lima estragada! Desde quando é que fazemos rentrées ou lá o que é isso? Para mim o Verão ainda não acabou oh P.A!

 
P.A: Por acaso não estarás naquela rentrée do mês?
Maria: O_O
 
- tentativa nada descarada de injecção de publicidade no meio do texto, como nas novelas -
 
P.A: Bom, deixa-me pôr as coisas de outra forma então. O que é esta febre das pessoas com as "rentrées"? Não consigo perceber. Eu, por exemplo, odeio as reentres na Primark! Tenho suores frios só de pensar.
  
Maria: Dessas então quero distância. Não gosto de locais com muito povo junto…
 
P.A: Mas no entanto vais na mesma não é?
 
Maria: Sim, tirando o povo todo, aquilo até tem coisa giras e baratas!
 
P.A: Ai sim Maria? Estarás a falar daquele magnífico Top castanho claro, de duas alças finas, que fica a condizer perfeitamente com essas tuas calças de ganga também elas Primark e que possuem, ao contrário do que se possa pensar, uma extraordinária e elevada qualidade? -tudo dito com um sorriso na cara e de forma extremamente descontraída como se não estivesse a fazer descaradamente publicidade a uma marca.
 
MariaComo é que adivinhaste P.A? É isso mesmo!  São artigos fantásticos!! Diz a pequena Maria enquanto dá uns saltitos para ver se aparece no plano da TV, ao meu lado.
 
- fim de tentativa nada descarada de injecção de publicidade no meio do texto como nas novelas -
 
 
Posto isto, sim é verdade. Somos uns vendidos.Todos nós temos o nosso preço. A mim bastou uma sandes mista. A Maria, ganhou um vale de "Apanha tudo o que puderes em 10 minutos" (em loja).
 
Fui mais esperto. Não suei nada e fiquei de barriguinha cheia a vê-la correr!
 
 
P.A: Bom voltando ao texto. Maria, ainda antes da rentrée na vida activa, vamos falar do que se passou antes: as férias. Foram boas?
Maria: Foram muito boas, rumei a sul  e fiz campismo (quase) de luxo!
P.A: Quase luxo? Como assim? Havia caviar mas do Bom Petisco? Ou o Sushi era de Cavala? 
MariaQuase de luxo ao nível da tenda que até sub-cave e sótão tinha. Bons petiscos não faltaram, mas principalmente muita super bock…
P.A: Uma tenda T4 portanto. Por falar em bons petiscos para ti, por acaso viste alguns daqueles tanques de lavar roupa, six-pack, como as meninas chamam, que depois também têm uma cara, às vezes, também têm um cérebro e depois unidas todas as partes, formam, no seu conjunto, um homem?

Maria: Se por acaso estás a falar de six packs besuntados em óleo, com bronzes dignos de um deus grego e de me deixar a arfar… Vi uns quantos sim.

Estranhamente, sempre que os via, aparecia um carro da GNR a mandar-me parar de correr atrás deles… Acho que eles tinham qualquer coisa contagiosa e a GNR estava lá para me proteger…

P.A: O_O

P.A: Agora que penso nisso, acho que vi qualquer coisa na CMTV era mais ou menos isto: "Louca por homens em tronco nu é salva, por GNR's, de doença contagiosa." Claramente CMTV.

Maria: O_O

 

P.A: Estou a ver que foram umas férias muito animadas, sim senhor. E no areal?  Além de estares a ser constantemente salva por GNR's, és rapariga para te pintar toda de protector solar ou gostas mais de arriscar e revelar o teu lado de papoila saltitante, frita?

Maria: Hoje em dia, (não há muito tempo) sou rapariga para me besuntar com protetor. Jeitosa e habilidosa como sou, falta sempre passar nalgum sitio e apanho escaldões em manchas… É lindo de se ver.

P.A: Eu sabia que faltava qualquer coisa! Agora sim tenho a certeza: "Parcialmente queimada e louca por homens em tronco nu é salva, por GNR's, de doença contagiosa." Isto sim é 100% CMTV!

Maria: O_O
 
 
P.A: Bom e de resto? A rotina é ficar colada à toalha e nem sequer chegas a ir à água?
Maria: Sou muito friorenta. Sou capaz de passar um Verão inteiro só na toalha. No Algarve, apanhei a água fantástica e voltei à minha adolescência. (quase) Sempre dentro de água.
 
 
P.A: Devo dizer que se nota. Nas últimas rubricas do "Em banho Maria" , banho, só mesmo no título...
Maria: O_O
Maria: ?!?!? Olha nem precisas de tirar a T-shirt P.A! Mostro-te já a louca parcialmente queimada!!
 
 
P.A: Estou a brincar Maria! Não me lembrei que estavas naquela rentrée do mês!
 
 
 

 (imagem)




P.A e Maria (a parcialmente queimada e louca por homens em tronco nu, que foi salva, por GNR's, de doença contagiosa)

E fazer like na página do facebook, não?

O Mês de Setembro

Chegou Setembro. Aquele mês que sempre significou algo na nossa vida.

 

Principalmente para os virgens. Os de signo.

Os outros virgens? Para esses, acaba por ser mais do mesmo - outro Verão perdido.

 

Mas seja pelo regresso às aulas, de conhecer novos assuntos, novos professores, novos colegas, ou por aqueles primeiros dias de Setembro, que são sempre mais baratos para alugar uma casa na praia da Vieira de Leira, com os meus avós, ou até mesmo aquele primeiro alerta de que está prestes a terminar o namorico de verão, a verdade é que Setembro é, e sempre será, um ponto de mudança anual nas nossas vidas.

 

Pelo menos até aos meus bisnetos. Acredito que aí o Agosto seja já um novo Janeiro e o Setembro passe a sofrer de crises de ansiedade derivadas da "mês-truação" climática. Sempre atrasada.

 

Nesse momento, já será tarde. Já terão nascido novos meses e não teremos ninguém que os saiba educar.

 

Mas no caso do Setembro, nem precisamos de esperar muito para notar diferenças. As redes sociais, por exemplo, alteraram irremediavelmente aquele velho Setembro de quando eu estava na escola.

Com estes novos "cantinhos de mete nojo pessoais" passou a existir uma nova espécie de humanoide, a que eu chamo muito resumidamente de "Indivíduo que tem prazer em estragar o dia de quem está a trabalhar".

Antigamente o Setembro era o mês da inveja. As pessoas voltavam de férias e contavam como tinha sido. Havia aquela inveja imediata e pronto, ficava resolvido ali. Já era assumido e corria tudo bem.

Agora não, agora a qualquer momento vibra o smartphone e lá está o filho da mãe com os pés voltados para a piscina, rodeado de uma paisagem digna de um filme nomeado para 9 óscares e nós ali, na secretária, a olhar para uma imagem de fundo no computador, estática, sem vida, e com azar, apenas com o logótipo da empresa para admirar.

Obrigado "Indivíduo que tem prazer em estragar o dia de quem está a trabalhar". Obrigado.

 

No meu tempo de escola, as pessoas voltavam das suas férias e, algures em Setembro, juntavam-se à mesa com o seu álbum de fotos impressas para contar como tinha sido o seu verão. Era uma espécie de jogo de poker, a ver quem tinha melhor mão.

"Eu este verão estive no Dubai com os meus pais!" - era uma forte cartada.

"Eu este ano fui a Ibiza!" - também valia bastante na altura. Hoje é apenas um mero parzito de quadras.

 

Mas também, naquela altura, sem redes sociais, era mais fácil fazer bluff. O GPS e a localização nas fotos, foram invenções terríveis para este tipo de jogadores da Fonte da Telha.

 

No entanto, corríamos o risco de se arriscássemos muito no bluff, acertar exactamente no destino de outro "jogador" que efectivamente lá tinha estado. Depois, ao sermos confrontados, claro que não sabíamos responder qual era o nome do café da praia onde hipoteticamente passamos o mês inteiro. Era um azar, mas acontecia.

 

Mas entre ser apanhado a fazer bluff ou dizer que tinha estado o Agosto todo na Trafaria, sinceramente, também não sei o que (tra)faria.

 

De qualquer forma, sendo o Setembro o mês da inveja, era uma inveja passada, não se sentia aquela dor imediata e constante. Agora não, vibra o smartphone novamente e lá está o filho da mãe outra vez a ser ele. Agora a beber um gin na varanda do Resort 5 estrelas mais perfeito do mundo. 

 

E nós a gastar dados de internet. Haja paciência.

 

Bem, mas nem tudo é mau. Pelo menos neste novo Setembro já não há tanto a invejar, já se publicou tudo em Agosto.

 

Mas pelo sim pelo não, vou continuar a desligar os dados enquanto estiver a trabalhar.

 

Bom Setembro.

 

 (imagem)

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Posts mais comentados

Arquivo