Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

O que é uma biblioteca?

Ouvi eu um adolescente a perguntar a um colega.

 

Na minha altura, na escola, um calduço seria a opção correcta e imediata. Mas neste caso o colega respondeu:

"Não sei, acho que tem livros."

 

Fez-me pensar.

Hoje em dia a rapaziada já não passa serões a fazer os chamados trabalhos de grupo na biblioteca. Agora chama-se whatsapp, telegram ou messenger. O que até é mau.

 

Quantas vezes não disse eu à minha avó que ia para a biblioteca adiantar o trabalho de ciências, quando afinal estava era a estudar línguas com a minha colega estrangeira Mafalda? Estou a brincar avó.

Era a Inês.

 

Por algum motivo sempre tive melhor nota a inglês. É tudo uma questão de estudo. 

 

Mas caro adolescente, já imaginaste como será entrares numa biblioteca e teres de procurar um livro, por corredor, fila e posição? 

E ao fim de uns minutos de procura, descobrires que aquele intervalo ali, aquele mesmo, entre dois livros que não te servem para o trabalho, é exactamente o intervalo do livro que tu precisas?

E que quando tu te viras, triste com a situação, percebes que quem tinha acabado de o requisitar é um colega teu que está naquele preciso momento a olhar para ti e a rir?

 

Agora imagina isto tudo num clima pesado e controlado onde não podes rir, não vá o bibliotecário aparecer.

 

"Bibliotecário?" - perguntas tu.

 

Sim, entrar na biblioteca é ser confrontado com aquela figura autoritária que lá habita, de expressão sempre fechada e que ao mínimo som exerce violentamente o seu gesto de indicador bem firme, colado aos lábios. Sempre acompanhado de um "shhh" assertivo e olhar ameaçador.

É ter todo aquele peso de responsabilidade quando este mesmo senhor bibliotecário chega com obras mais antigas nas mãos e na entrega, solta apenas uma palavra com voz robusta: "Cuidado."

Que arrepio.

 

É uma experiência que te aconselho, caro adolescente.

A ti e aos teus amigos.

 

Ou isso ou treinar línguas.

 

 (imagem)

 

P.A.



Ora sai um livro fresquinho para o menino e para a menina

Caríssimos,

 

Hoje trago algo menos brincalhão, mas calma! O tema continua a ser o humor. 

 

Terminei recentemente a leitura de um livro. Livro mesmo! Não é pdf nem aquilo que se lê no ipad com o dedo a virar a página e a fazer zoom com os dois dedos.

Antes de o começar a ler, pensei, isto é coisa para valer a pena eu dizer qualquer coisa aqui.

Enquanto lia, tive a certeza.

 

Falo-vos do mais recente livro de Ricardo Araújo Pereira, cujo autor é conhecido pela escolha de títulos sempre muito característicos:

"A Doença, O Sofrimento e A Morte Entram Num Bar" (eu avisei)

 

 

 

 

Se esperam uma espécie de sequência de sketches humorísticos, ou um conjunto de anedotas ao estilo do título, desenganem-se.

Este livro mostra-vos o enquadramento cultural do humor ao longo dos tempos. Tendo referências absolutamente deliciosas a autores conhecidos, filósofos e até possíveis realidades alternativas para factos históricos.

 

Claro que não é um episódio do canal História, afinal estamos da falar do Ricardo! É exactamente esta mistura que faz deste livro um espécime único para quem gosta de ler humor e, principalmente, sobre humor.

Lembram-se do post da adivinha? O Ricardo também gosta do grande Alberto Pimenta e fez-lhe a devida homenagem.

 

E claro, também tem umas dicas... mas isso não interessa para nada!

 

Depois ninguém vinha ao blog do P.A... 

 

P.A.



Uma pequena adivinha - "Quem é?"

Caríssimos,

 

Hoje tenho algo diferente para vos mostrar, mas que na realidade não o é.

Algo que li recentemente e que achei apropriado partilhar, sem o ser.

 

Algo que adorei primeiro e só depois gostei.

 

Um texto de Alberto Pimenta:

 

"é grande mas também pode ser pequeno

é quente mas também pode ser frio

é alto mas também pode ser baixo

é duro mas também pode ser mole

é rico mas também pode ser pobre

é caro mas também pode ser barato

é porreiro mas também pode ser chato

em todo o caso come bem

e mora longe

 

Quem é?"

 

 

É o caraças!

 

P.A.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo