Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

O Drama das Entrevistas de Emprego

As entrevistas de emprego no fundo são como os amores. Podem ser raras, mas quem não as tem?

 

Ir a uma entrevista de emprego é como ir a uma espécie de encontro às cegas. Aliás, os princípios do blind date são praticamente os mesmos.

 

Tudo começa no caçador.

Este inicia a sua pesquisa online, numa busca e filtragem por perfis de que mais gosta. Assim que encontra um alvo, analisa-o com maior detalhe e, quer esteja no Tinder ou no Linkedin, se lhe interessa, seja pela foto sensual em trajes de praia ou pela experiência em Word e Excel, envia, sem qualquer pudor, o convite de amizade. A única diferença aqui é que no Tinder chamamos de tarado. No linkedIn é caçador de talentos.

Neste momento, o trabalho do caçador termina. Fomos notificados. Temos um aviso que alguém quer ser nosso amigo. Analisamos. E aqui, mais uma vez, o princípio é o mesmo: se nos parecer interessante, aceitamos e dizemos algo como "Até pode ser uma boa oportunidade, vou-lá ver como é. Nunca se sabe." enquanto clicamos em Aceitar Amizade. Se não sentirmos aquela chama, simplesmente ignoramos.

 

Segue-se então a primeira conversa. Desenganem-se aqueles que pensam o contrário. Até aqui é tudo a mesma coisa. Seja Tinder, Linkedin, Facebook ou o Badoo. O objectivo é sempre o mesmo e um só!

Marcar o primeiro encontro.

 

Mas há que saber quebrar o gelo. Senão a coisa não resulta. Não se pode ser muito bruto ou óbvio.

"Fiquei impressionado com o seu currículo."

ou a versão Tinder da coisa:

"Adorei aquela tua foto na praia, aquela luz, fantástico! E aquela frase sentimental nada relaccionada foi brutal. Nem reparei que estavas de biquíni!"

 

E agora sim, após esta primeira abordagem:

"Por esse motivo gostaria de saber se estaria interessado em reunir comigo para iniciarmos o processo de recrutamento"

ou a versão tinder da coisa:

"Por acaso não queres ir beber um café?"

 

Neste momento, se estivermos realmente interessados, aceitamos e "Vamos lá ver como é".

 

Até que o dia chega.

Qual encontro romântico, começamos a sentir aquela ansiedade típica, aquela necessidade de provar que somos bons, que temos as capacidades que nos reconheceram. E somos invadidos por algumas questões.

Será que vão gostar de mim?

E eu? Será que vou gostar? 

Quem nunca treinou ao espelho algumas frases antes do seu encontro laboral ou romântico? Isto para não falar do tempo que se passa na casa de banho na hora anterior. Afinal de contas temos de ir perfeitos para o nosso encontro laboral não romântico das 8 da manhã.

 

Aqui sim, reside a maior diferença destes dois mundos. A principal diferença entre um garanhão e um caçador de talentos é a hora a que marcam os seus encontros. Por acaso já viram alguém sedutor dizer, "Então e que tal irmos beber um copo amanhã às 7:30 da manhã? Pela fresquinha bem bom, não?". Ou por outro lado "Gostava de discutir o seu currículo consigo, hoje, pelas 23 num restaurante à sua escolha".

 

Tirando os guardas e outras profissões nocturnas, ninguém normal seduz antes do meio dia.

 

Chega a hora da verdade. Começa a entrevista. O caçador de talentos está ali mesmo à nossa frente e quer saber mais sobre nós.

E tal como nas primeiras conversas românticas, quem nunca disse ter um bocadinho mais de experiência que a realidade? Ou um sálario melhor? Ou uma formaçãozita a mais que à conta? Só para parecer mais confiante?

A conversa flui, as mentirinhas são bem aceites, sentimos a adrenalina a ferver. Ninguém nos pára! Estamos on-fire! Tudo corre bem. Será um perfect match laboral?

 

Foi um encontro perfeito. Adorámos e queremos mais! Estamos extraordinariamente felizes!

 

Só que o fim é igualmente comum ao dos encontros românticos.

 

Na realidade pouco interessa se gostámos muito ou não. Tudo depende se nos passam logo a nova entrevista, ou se ficamos para sempre na base de dados a aguardar por contacto.

 

E assim se fica de coração laboral partido.

 

(imagem)

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Fui entrevistado e não tive de pagar

É verdade. E nem foi a minha mãe ou avó. Juro.

Deixo-vos aqui um ligeiro teaser para verem como sou genuinamente estúpido e nem noutras casas me sei comportar:

 

O que te levou a decidir criar um blog?
Infelizmente, sofro de falta de originalidade em escolher nomes. De tal forma que o meu blog se chama “A Minha Namorada Apanhou o Bouquet”. Pelo menos é auto-explicativo.
Um dia, quando tiver um filho, só espero que não se chame “Fiz amor com a tua mãe”.

 

Há quanto tempo tens o teu blog?
Sinceramente não ligo muito a datas, nem fico preso nesses clichés de contagens para aniversários. Nunca foi o meu estilo.
Faz amanhã ao meio dia, 314 dias 19 horas e 23 minutos que escrevi o meu primeiro post.
 
 
O resto podem ler já de seguida, é rápido, prometo e até tenho uma proposta de emprego à vossa espera aqui: Entrevista ao P.A.
 
 
 
Olha que até gostei disto. Se mais alguém me quiser entrevistar, avise. Sem medos.
 
Afinal de contas, como disse, sou uma espécie de Batman dos Blogs, só prefiro usar calças de homem.
 

 

 (imagem)

 

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Em Banho Maria #8 - O tamanho importa?

Segunda-feira secante?

Em Banho Maria refrescante!

 

(ao telefone)

P.A: Já não te vejo há uma semana! Onde é que andas??

Maria: Estou quase a chegar P.A!

P.A: Maria??

Maria: Sim...?

P.A: Eu liguei, mas foi para o meu amigo da esquadra

(chamada violentamente interrompida)

 

Maria chega, calada...

 

P.A: Não sabia que "tinhas multas por pagar" Maria. Ficou "tudo em dia"?

Maria: O_O

P.A: Continuando...Mais uma vez, deixa-me que te diga que é um privilégio ter-te aqui em minha casa para mais um Em Banho Maria.

Maria: Obrigada P.A.

P.A: Da próxima, com mais calma, tenta é tirar primeiro as algemas...

Maria: O_O

P.A: Agora que te deixei mais confortável podemos começar.

Maria: ... Começo a achar que não tomas a medicação...

 

 

P.A: Esta semana vamos falar de tamanhos. Diz-me, és rapariga para gostar mais de XL ou XS?

Maria: Estou numa fase intermédia. o XS já não me serve e o XL ainda é muito grande. M é agora o ideal. 

P.A: Gostei do ainda... E a dormir? És mais aventureira e gostas de dormir perigosamente na berma, ou seja, em cama individual, ou preferes rebolar em cama vasta de casal até adormecer?

Maria: Na berma, de uma cama de casal.

P.A: Inteligente de facto...E com o "calçado"? Gostas de sentir o "pezinho" mais para o apertado ou para o largo?

Maria:  Justinho, justinho. nunca apertado e também não gosto de chinelar.

P.A: Fico sempre na dúvida se ignoras as aspas ou não... 

 

P.A: Imagina agora que tinhas dois rapazes para escolher. Um veste XS de boxers outro XL. Qual seria o eleito?

Maria: O XS de boxers, gosto deles assim para o magrinhos

P.A: Por falar em boxers...Até quanto toleras, em polegadas, o tamanho do...

Maria: Vê lá o que vais perguntar P.A!

P.A: Smartphone?

Maria: Ah bom, ainda assim agora não te respondo. Abusador!!

P.A: Não sabia que o Smartphone era tema tabú entre nós Maria! Mas responde-me agora à pergunta que todos aguardam. O tamanho importa realmente? 

Maria: Continuamos a falar de smartphones? claro que importa. no meu atual quase não vejo as letras de tão pequeno que é.

P.A: "Claro que importa" - Fica registado.

  

P.A: Última pergunta, a da praxe: o que dizem...as tuas algemas Maria?

Maria: Que querem umas proteçõezinhas para não magoar os pulsinhos... para a próxima não as posso comprar no chinês

 

(Desligam o som)

 

P.A: Olha, agora quando te fores embora, levas-me estes papéis se faz favor?

Maria: O que é isso P.A?

P.A: Nada de novo para ti. São multas para perdoar...

Maria: O_O

 

 (imagem)

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Em Banho Maria #2 - Trump

Maria viste isto?

Esta malta só gosta de coisas assim!

Enfim...Que fazemos?

Mais?

Então e temas? A malta sugere?

 

Vamos lá ver...

 

Se nos acompanham, já devem saber que a seriedade, a rigidez e a total ausência de brincadeira é algo que prezamos muito para estes lados.

Ironia? Sarcasmo? Podem ir dar os dois uma volta ao bilhar grande! Não são bem-vindos.

Vamos lá mostrar a realidade tal como ela é ou, neste caso, como a Maria acha que é. 

Será, obviamente, neste registo de profissionalismo que iremos navegar no nosso tema de hoje:

 

O senhor Donald.

Não o pato, o Trump.

 

Vamos lá a isto:

 

P.A: Olá Maria, sê muito bem-vinda. 

Maria: Obrigada P.A.

P.A: Quero que saibas que é um privilégio receber-te aqui, mais uma vez, em minha casa. Peço só que da próxima vez te vistas de forma mais apropriada! É que eu estou aqui a tentar fazer o meu trabalho, se faz favor!

Maria: Mas eu estou de gola alta e calças até ao tornozelo!

P.A: Exactamente. Isto não é nenhuma igreja que eu saiba!

Maria: O_O

P.A: Bom, agora que te deixei mais confortável, podemos começar.

Maria: ....

 

P.A: Optei por começar já com a pergunta mais complexa que preparei para hoje sobre o tema Trump. Preparada?

Maria: A mais complexa? Já? Sem aquecimento? Bom, vá lá...

P.A: Maria... Se o Trump tivesse gripe....

Maria: Sim...

P.A: Eras a favor da eutanásia?

MariaO_O

Maria: Bem...eu sou a favor da Eutanásia para quem a queira por em prática. No caso dele sou a favor de Suicídio.

Para além disso, já que ele é tão fã de armas, porque não experimentá-las no próprio?

P.A: Porque isso já seria ele a "armar-se" em bom! Coisa que ele nunca faz!

Maria: ....

P.A: Maria, se o Trump se chamasse Maria, olhavas-te ao espelho?

Maria: Olhava sim. E pensava: ali está uma Maria que nunca chegará aos pés Desta (No, really, it’s true)

P.A: Humm acho que vou tentar outra abordagem...Se uma foca bebé fofinha com fome se chamasse Trump, davas-lhe comida?

MariaSim, coitadinha da foca. Quanto mais peixe comem, menos sobra para mim (brrr)
P.A: Certo...só pelo peixe. Percebo. Por falar em peixe...Se visses um senhor na rua com o trump de fora, avisavas?

MariaNão estaria a olhar…  
P.A: E se estivermos a falar de um trump pelo joelho, mais ou menos?

MariaChamar-se-ia Obama, pela certa!

P.A: Ah, deve ser por isso que elas gostam tanto do Obama Care.

Maria: O_O

 

P.A: Maria, se o meu P.A significar Poder Absoluto, ou seja, Trump, continuamos com isto dos banhos maria? 

MariaClaro que sim, mal podia esperar por transformar esse PA em Peneirento Acabado!           

P.A: Deves querer Porrada Afoita, também!

MariaPronto mestre... estava só a testar a sua Paciência Absoluta... Perdão mestre...

P.A: ....

 

(Aviso: as pessoas mais sensíveis devem ter especial cuidado ao ler a próxima questão, tentem não imaginar, por favor.)
 

P.A: Maria, já imaginaste como será o Trump....só com a penugem dourada visível? Ou seja, sem roupa?

MariaNão, credo. Quem iria querer imaginar isso?...para ter pesadelos?

P.A: Mas tenta imaginar agora. Que vês?

MariaNão vejo nada. Sabes que sou meio toupeirinha.

A minha capacidade de visão não permite focar algo tão pequeno. E acredito piamente que seja algo ao nível do átomo, caso contrário como se obteria um ego tão grande?

P.A: Gostei do facto de teres usado a expressão "piamente"! Dado estarmos a falar de pintos átomos.

Maria: O_O
P.A: Imagina agora que para o Trump desaparecer, tinhas de estar intimamente com ele e realizar todos os seus fetiches.

Era America First, ou Pisga-te Maria? 

Mariapisga-te Maria Bolt Mota Lopes (entre outros apelidos de atletas famosos)

P.A: e o futuro do mundo?

Maria: de uma forma ou de outra para mim acabava ali!



P.A: Obrigado Maria. Uma última pergunta, O que dizem as tuas axilas?

MariaQue querem o Verão Já, taditas, padecem de claustrofobia!
P.A: No entanto, o meio ambiente agradece...

Maria: Disseste alguma coisa P.A? Não consegui perceber...

P.A: É quando o meio aquece!  

Maria: Ah sim! É por isso mesmo!

P.A: Pois é...

 

(desligam o som)

 

P.A: Maria, vi toda a gente a falar deste senhor, destaques no sapo, na televisão, enfim, por todo o lado. Claro que também quis fazer perguntas para não parecer mal...Se calhar até me consegues ajudar...

É colega do Ronaldo?

Maria: O_O

 

 

trump.jpg

 

 P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Em Banho Maria

Caríssimos,

 

Querem algo novo para enfrentarem as segundas-feiras??

 

Hoje tenho, (temos!) esta novidade para vos dar.

A Maria (para quem não conhece é uma grande maluca aqui dos blogs do sapo) passou-se da cabeça e resolveu estragar toda a sua boa reputação e aliar-se a mim numa brincadeira a que chamei "fofinhamente" de "Em Banho Maria". (Atenção, não confundir com as rubricas de banhos do Raminhos...)

 

Basicamente ela aceitou responder a algumas perguntas minhas, sendo que, caso gostem da ideia, podemos vir a repetir com temas reais.

Como devem imaginar, tendo este livre passe, É ÓBVIO que não vou facilitar...

 

Mas por agora, para começar, resolvemos contemplar-vos com uma brincadeira primeiro. Se gostarem, para a semana teremos já um tema específico e até podem sugerir vocês temas que queiram ver aqui esmiuçados. Prometo que a vou envergonhar!

 

Afinal...Ela disse livre passe!!

 

Vamos lá a isto:

 

P.A: Olá Maria, sê muito bem-vinda. 

Maria: Obrigada P.A.

P.A: Quero que saibas que é um privilégio receber-te aqui, em minha casa. Peço só que pares de te baloiçar na cadeira, que essa porcaria ainda foi cara, se faz favor!

Maria: O_O

P.A: Bom, agora que te deixei mais confortável, podemos começar.

Maria: ....

 

P.A: Imagina que estás em casa e recebes uma sms de alguém, teu colega, que diz o seguinte: Olá Maria, queres vir lanchar aqui a casa, conversar um pouco? Tenho a "lareira acesa.". 

MariaEpá esta é difícil de contrariar... Não consigo imaginar nada que não seja "OK, bora lá".
P.A: Muito bem. Então imagina agora que chegas a casa do rapaz, ele abre a porta, mas reparas logo que ele se "esqueceu" de abotoar os botões todos da camisa. Além disso, quando finalmente olhas para a cara, reparas que ele tem o antebraço de um brócolo, preso entre dentes, os da frente. Que fazes?
Mariabrrr, assim fica difícil... Hmm, está a fazer charme, de camisa aberta ou é só desleixado? Definitivamente desleixado com aquele brócolo assustador nos dentes. De forma meio subtil, meio atrapalhada faço-lhe sinal para tirar o dito dos dentes
P.A: O rapaz tenta tirar rapidamente, mas ainda fica com um pouco. E como ficou meio atrapalhado, começa por te perguntar, (ainda com o antebraço pendurado) "Então gostas da minha camisa nova?" enquanto, qual pavão, enche o peito de ar.
MariaDiria algo como: Desculpa interromper, é melhor veres num espelho. Continuas com uma horta na boca. Sim, é gira. (a camisa, mas não dou a mínima importância) 
P.A: O rapaz, sem dizer uma única palavra, levanta-se bruscamente e vai directo à casa de banho! Passam 5 minutos e nem um som. Que fazes?
 
Maria: Agarro no tlm e vejo as estatísticas do blog seguido de jogatana no Candy Crush 
P.A: Passam 30 minutos..
MariaCandy crush
P.A:1 hora?
MariaCandy crush
P.A:1 hora e 1 minuto???
Maria: Fico preocupada, vou ver o que se passa!
 
P.A: Chegas e encontras o rapaz destroçado, debruçado no bidé. Chora como uma criança!
Maria: Pergunto de imediato se se magoou, se precisa de ajuda.
P.A: Ele começa a chorar mais ainda!
Maria: Olh'agora! Passo-lhe a mão pelo cabelo e pego no queixo para rodar a cara para mim. ao ver que está tudo bem pergunto se aquilo foi fita por causa do brócolo. Se foi questiono se acha que é preciso fazer um drama de algo que pode ser resolvido com fita dentária!
P.A: Ele sorri para ti, limpa o rosto e diz meio a soluçar "Tens razão... estou nervoso...é..é...é.. a minha primeira vez..."
Maria: Ok, também não sou experiente nestas andanças, mas não ando a chorar pelos cantos. Vá lá, faz-te homem!
 
P.A: Estou bastante esclarecido. Obrigado.
Maria: A sério? Nem dei pelo tempo passar.
P.A: Sim, era mesmo só isto que queria saber...Só uma última pergunta: A que cheiram os teus olhos?
MariaEsta é fácil: "A Mustela (produtos de bebé) tal não é a inocência que transmitem :D"
P.A: O_O


(Desligam o som...)
 
P.A: Só um aparte. Sobre a nossa conversa antes da entrevista...Já saiu o brócolo todo dos meus dentes?
Maria: NÃO!!!

 

 

E assim foi a minha primeira vez....

A entrevistar...

 

P.A

 

(E também consegui pôr alguém a chorar! Incha Daniel!)


E fazer like na página do facebook, não?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo