Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Desafio | Já fiz/ Nunca fiz

Então esse Natal?

Essa balança que outrora era conhecida por roubar 1 quilito, já voltou a avariar este ano?

O quê? Dá mais 5 quilos agora? Não pode.

Enfim, sabem o que vos digo?

As balanças são como aquelas noivas que atiram bouquets para as namoradas dos outros. 

Só me apetece pôr-lhes os pés em cima.

 

Bom, mas para comemorar esta avaria tecnológica generalizada da época, guardei aqui um texto "prenda" para a ocasião.

Parece que tinha pendente um desafio que andou aí a rondar o Sapo em tempos. E como posso demorar a responder mas não viro costas a um, vamos lá ver o que sai.

 

 

Regras do desafio:

1º Responder a todas as perguntas apenas com "Eu já" ou "Eu nunca" .

2º Responder à última pergunta com "sim" ou "não".

 

 
Perguntas | Respostas:
 
1. Eu nunca fiz um Interrail.
Bem, depende.
O regional de Lisboa - Santarém de 1999, nos velhos tempos em que parava em 45 estações no percurso, bem que podia ser considerado um interrail. A diferença é que eram apenas 80 minutos de êxtase. Menos higiénicos, mesmo assim.
 
Também experimentei recentemente um interrail aquático a que chamam de cruzeiro. Não sei se conta.
Se nenhum contar, a resposta é nunca. 
 
2.Eu já participei em algum concurso.
Sim mas só daqueles altamente activos, em que se envia uma SMS e pronto já nos comeram 60 cêntimos mais IVA.
De resto tenho um trauma de infância no que trata a participar em concursos televisivos. A minha avó tinha um telefone dos antigos, daqueles que ainda se esperava que desse a volta toda se o número fosse o 9. Então nunca pude jogar ao HUGO, porque quando lá chegasse a tecla 9, para virar o Hugo à direita, já tinha perdido o jogo.
Ainda hoje penso nisso.
 
3.Eu já conheci a pessoa que mais admiro.
Felizmente já conheci. Mais recentemente até lhe admirei a garra para apanhar bouquets.
 
4.Eu já caí na rua.
Não é bem cair. É esbardalhar. Se for isto. Sim.
 
5.Eu nunca desmaiei.
Bom aqui posso dizer que tive uma near-desmaio experience, que é como quem diz em português, fui coninhas.
 
Tudo começou no metro em plena hora de ponta. Estou no meu lugar e entra uma senhora muito maltratada, ainda com restos de sangue e alguns golpes na cara, que provavelmente também ia responder que sim à pergunta se já se tinha esbardalhado na rua.
Desviei o olhar e encostei-me, em pé, naquele espaço que há sempre ao pé da porta do metro. Como de resto fazia sempre. É o meu lugar favorito.
Só que desta vez foi diferente. Começo a rever aquela imagem e a ficar mal disposto. Fecho os olhos e prego uma descasca mental a mim mesmo. "Não me digas que vais agora desmaiar aqui!", "Isto está cheio de pessoas!", "Olha a vergonha!" - foram algumas das frases motivacionais sem palavrões que posso replicar aqui.
 
Sucede que, logo de seguida, abri os olhos e tudo estava branco. O som nada baixo da hora de ponta do metro, estava bem lá longe. Mal se notava. Simultaneamente dei por mim a perder força nas pernas. E pensei: "Isto está bonito está!". Assustado voltei a fechar os olhos para nova ronda de descasca mental. Desta vez à moda do Porto, com bem mais palavrões.
A malta do Norte é que sabe ca#%#%*! (caraças!)
 
Parece que resultou, porque quando voltei a abrir os olhos já estava tudo bem.
 
Por isso já sabem, se estiverem para desmaiar, digam palavrões para o sangue correr melhor.
 
6.Eu nunca estive em coma alcoólico.
No seguimento do ser coninhas do ponto anterior.
 
7.Eu nunca experimentei drogas.
Epa deixem-me lá estar sossegado. Querem que diga que sou coninhas outra vez é? Que fixação! A próxima deve ser se tenho medo de andar de avião, não?
 
8.Eu já me vinguei de alguém que me fez mal.
Se vingar é ser um espelho que reflecte algo que nos fizeram, então, já.
 
9.Eu já tive um acidente.
Um único apenas. O desenho da cena é simples:  A1 - Cão - SmartForTwo
Pista: Não era eu o cão.
 
Ia no Smart, era de noite e não vi que uns metros à minha frente um cão acabara de ser atropelado. Acabei por bater no que restava dele já no chão, deitado, o suficiente para ainda partir a frente do carro. Que é como quem diz 50% do Smart.
 
10.Eu nunca andei de avião.
Pronto, eu sabia. Tinha de vir mais uma para o coninhas responder. Obrigado.
Mas faço questão de explicar esta.
Confesso que sofro de alguma fobia no que trata a desafiar a natureza. Não é ser coninhas. É aquela coisa do voar sem asas, ou pára-quedas. Acho que é um problema meu. De confiança no fundo. Gosto sempre de ter um Plano B, não vá alguma coisa dar para o torto.
Ou o piloto estar chateado com a hospedeira e eu sem ter nada a ver com isso dar comigo numa descida a pique em direcção ao solo. E tudo só porque ele deixou o tampo da sanita para cima.
 
11.Eu já bebi demais.
Já bebi ao ponto de ter algumas falhas de memória no dia seguinte e de duvidar se toda aquela agitação ambiental seria da bebida ou do embalo do barco onde me encontrava. Mas nada de muito dramático.
Era do barco. 
 
12.Eu já confundi uma pessoa com outra.
Eu sou muito bom com caras, mas terrível com nomes. Já tive alguns episódios em que a minha face ficou colorida de vermelho à custa disto.
 
13.Eu nunca me perdi num país/cidade estrangeira.
Também não posso ser coninhas em tudo. Tenho algumas particularidades interessantes também. Uma delas é o sentido de orientação.
Se bem que nos shoppings nunca sei onde fica a Zara ou Primark.
Mas acho que é instinto animal. Protector.
 
14.Eu nunca tive uma experiência paranormal.
Tirando ver-me ao espelho de manhã.
 
15.Eu já roubei.
Corações.
 
16.Eu nunca apaguei nada do facebook por ter poucos likes
Apaguei foi por ter muitos. Se lá forem ver agora, só lá estão os que têm poucos.
 
17.Eu nunca traí ninguém.
Entre as 12:00 e as 12:01.
 
É uma questão de respeito.
 
18.Eu já disse que ia deixar de falar com alguém que me magoou mas não o fiz.
A verdade é que sou um coração mole. Posso ficar fulo, mas normalmente ainda dou uma segunda oportunidade.
Em troca de dinheiro.
 
Respondi com sinceridade a todas as perguntas? Não.
Na realidade sou bem mais coninhas.
 
 
P.A

E fazer like na página do facebook, não?

Desafio: Desarrumações mentais

Pois é, a Maria, invejosa claro, viu outras a fazer e toca de mandar também um desafio para o P.A responder.

Mandem mais meus docinhos! Não tenham recheio.

Não foi nada contra ti Maria, mas o outro desafio foi pedido primeiro.  Podes parar de enviar emails?

 

Aqui vai:

 

1 - Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

Eu preferia kiwi, mas por 100.000€ aceito os morangos. De resto, não vejo o desafio da coisa.

 

2 - Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?

Ui, mas mil vezes o Trump! Passar 24 horas sem saber dizer o nome do outro?

"Oh psst anda cá!"

"Oh Manel lava os pés, mas do teu lado caraças!"

"Oh gajo que deve ter ido sempre à baliza quando era miudo, já apanhaste o peixe ou não?"

"Oh Quim Jonas! É pra hoje??"

 

3 - Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?

Sinceramente? Ana Malhoa.

Se há coisa que o meu avô sempre me disse foi para nunca ficar sozinho, vendado, numa câmara de tortura, com um homem de bigode.

 

4 - Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

Assim fica fácil. É que se fosse uma martelada na mão esquerda e o mindinho do pé direito, aí é que ficava sem saber o que responder.

Agora assim é simples: mindinho do pé esquerdo. A ver se assim afina o meu pior pé e já acerto com a bola na baliza. 

Além disso, a mão direita também convém estar em condições.

Para escrever no blog, claro.

 

5 - Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?

Em primeiro lugar, estas versões de génios das lâmpadas dos chineses não dão com nada. Sempre cresci a acreditar nos 3 desejos e a orientar a minha vida nesse sentido. "Vamos salvar Portugal?" - Lamentamos só há um desejo. Não faz sentido.

Enfim, poupa-se sempre no que não se deve. Vai-se a ver e têm todos IPhones depois.

Assumindo então que este génio amputado de dois desejos existe, eu iria pelo cortar o eucalipto pela raíz, ou seja pelo "que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal".

 

Até porque 1100€/mês nem para uma casa de jeito em Lisboa dá. Não salvava muito Lisboeta também.

 

 

Quem é que quero nomear para este desarranjo?

MariSofia

Sofia

 

Sim. Para quem leu o post de segunda-feira, também tenho queda para as que têm Sofia no nome.

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Desafio | Um pouco sobre mim

Olá pessoas que estão a ler isto em horário laboral. Tudo bom por aí? Esse trabalhinho? Forte? Na realidade não me interessa muito, só estava a fazer conversa.

Por aqui também se está bem de férias, obrigado. (Na realidade espero que sim, uma vez que estou a agendar este post.)

Esta semana vai ser uma semana diferente. Primeiro, porque estou de férias e vocês não. Não sei se já vos tinha dito.

Depois porque vou aproveitar estes dias, em que provavelmente não vou poder estar online, para responder aos desafios/posts em que colocaram o meu nome e agora sinto-me na obrigação de responder, embora não conheça nenhuma das pessoas pessoalmente, o que não comprometeria em nada a minha vida, mas mesmo assim ficava a pensar nisto e depois não dormia/questionários/correntes do estilo "passa e não ao mesmo". 

 

Sendo assim, hoje é dia de responder a uma grandessíssima estudante universitária. Uma tal de Tatiana que aparentemente não sabe o que é um GPS e continua indefinidamente em busca de um sentido. Google maps rapariga. Google maps!

 

E responder também a uma tal monstra da psicologia familiar, que resolveu criar um blog com o exacto tempo que já gastou a ler o meu.

 

Deixo-vos abaixo as respostas. 

 

1 - Oferecem-te uma viagem no tempo que não podes recusar. Que época escolhias?

Bom aqui existem vários factores a considerar.

Em primeiro lugar dá para levar um papel comigo com o euromilhões da semana passada? É que se assim for, até poupo na gasolina da viatura do tempo. "Era para o Quiosque da Baixa, na última sexta-feira, se faz favor." Até o motorista, se fosse taxista do tempo, iria reclamar pela curta distância.

Se não der para levar o papel, o que aproveito para acrescentar que é estupido não deixar, eu voltaria para o exacto dia em que um tal senhor acordou e disse "Olha que bela ideia era criar a EMEL!". Se pudesse mudar esse passado, mudava.

 

2 - Um filme que te arrependes de ter visto?

Não se deveria falar disto aqui. Mas uma vez em miúdo, vi assim às escondidas, não digam a ninguém, um filme com umas senhoras asiáticas desnudadas. Devia ser muito novo, mas achei o enredo fraquinho.

 

3 - Fotografar ou ser fotografado?

Fotografar. Assumo-me convictamente como o activo da relação com máquinas fotográficas. (Sim, plural. Sou um safado.)

 

4 - Se tivesses obrigatoriamente de apagar o blogue amanhã, qual era o título do último post que irias escrever no blogue?

Amigos, ela apanhou novamente o bouquet pelo que vou ter de apagar este e criar outro blog com um nome ainda maior.

 

5 - Tens [ou já tiveste] alguma celebridade que consideres como o teu ídolo?

O SpongeBob.

 

6 - Uma saída com amigos: discoteca até de madrugada ou jantar e ficam todos em casa a conversar?

Portanto, se ainda me considero o P.A da secundária ou o de agora? Obrigado por essa pergunta que me faz recordar o quão informático me tornei.

 

7 - Qual foi a frase que alguém alguma vez te disse e que nunca esqueceste [não precisa de ser profunda, há frases que simplesmente nos ficam na cabeça]?

"Nunca te esqueças disto!"

 

8 - Quando estás no carro ouves rádio ou escolhes a música que queres ouvir?

Depende, é que se estiver a dar a Mixórdia do Ricardo Araújo Pereira, oiço rádio, afinal de contas estive a gramar "40 minutos só de música seguida" para nada?

Depois da Mixórdia? CD. Adoro Ana Malhoa e não passa na Comercial.

 

9 - Se pudesses voltar atrás no tempo e dizer alguma coisa que ficou por dizer [porque só te lembraste depois, é o que acontece sempre], o que dirias?

Foi na escola, a um colega meu.

"A tua mãe disse que afinal o coco não saiu todo das calças, para levares outras"

 

10 - Se pudesses conhecer mais alguém dos blogues, quem seria? 

Finalmente a pergunta para passar e não ao mesmo, vamos lá a isso:

Chic'ana

Maria

Maria das Palavras

MariSofia

 

É verdade, tenho uma queda para as "Mari".

 

A Chic'ana foi só mesmo para despistar e lhe poder dar os Parabéns!

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo