Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Já ias embora Ana...

"Já ias embora" ou "A culpa não é tua, é minha" são das frases mais comuns proferidas pelo sexo masculino quando tenta explicar que a relação chegou ao fim.

 

É exactamente assim que me sinto em relação à Ana.

 

Foi boa aquela primeira chuvinha, não nego.

Deu para divertir com as primeiras brisas. Deu. Mas revelaste um lado que desconhecia em ti.

Apesar de todos os alertas, primeiro laranjas, depois vermelhos, dados por amigos peritos em meteorologia feminina, ignorei.

Ignorei tudo. E não me preparei.

Não acreditei que fosse assim tão mau. Que fosses reagir assim. Afinal de contas pensava que te conhecia, como outras "Anas" que passaram antes por mim.

Admito, errei.

Ontem terminámos. Ou pelo menos, eu tentei.

E tu?

Tu fizeste uma tempestade.

 

Passaste a noite inteira à minha porta.

Não podia ir à janela. Lá estavas também.

Até tive de aumentar o volume da televisão para não te ouvir.

Toda a gente fala de ti hoje...

E supostamente já foste embora.

 

Raios parta Ana! - Assim só me dás razão.

 

Eu sei que custa. E que Portugal foi eleito ontem como o melhor destino turístico do mundo nos World Travel Awards.

 

Mas, já ias embora Ana...

 

 (imagem)

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Os 5 tipos de pessoas com guarda-chuva

Caríssimos,

 

Eu faço parte daquelas pessoas que vão a pé para o trabalho.

Dou-vos agora alguns instantes para poderem digerir esta informação em condições.

...

...

Tudo ok?

Mas não é mesmo ao lado ok? Ainda são uns belos 2.5 km de caminhada!

Eu sei...só conseguem imaginar agora o P.A. como uma das vítimas dignas de um filme da saga SAW não é? Mas pronto, ida e volta já são 5 km!

Já é qualquer coisa...

Posto isto, nestes últimos dias e dada a precipitação constante que se tem verificado, pude analisar atentamente 5 tipos de "guarda-chuvistas" distintos!

 

Vejam lá se foram apresentados a algum ou se já o encarnaram alguma vez:

 

1 - O Chuck Norris - Começamos com o mais corajoso, forte, imponente, robusto e selvagem guarda-chuvista. Aquele senhor(a) que embora esteja a chover torrencialmente, segura firmemente o guarda-chuva na sua mão direita.

Fechado. 

 

2 - O flexível - Aqui temos aquele artista de circo. Não é palhaço, mas baloiça-se todo. É aquela pessoa que mesmo que não seja preciso anda aos S's com o chapéu quase como se estivesse a meio da dança do lago do cisnes, só que sem a graciosidade do ballet. Numa alusão ao filme Matrix, seria uma espécie daqueles famosos desvios de balas, mas em tempo real.(só que sem balas, bem...na realidade ninguém sabe do que este senhor(a) se desvia.)

 

3 - O "a-vento-reiro" (sim está mal escrito) - Aquela pessoa que por mais chapéus que acabe por estragar, nunca, mas nunca se apercebe quando está contra o vento e, como tal, convinha virar a porcaria do chapéu! São, desta lista, os mais fáceis de identificar uma vez que andam com o topo do chapéu sempre em forma de U.

Dependendo das distâncias percorridas, podem conter já um pequeno lago/ecossistema no topo.

 

4 - Os assassinos - Estes são matreiros. São os que transformam o chapéu numa arma branca. Embora se apresentem inicialmente como os flexíveis do ponto 2, e pensemos que estão apenas a tentar não se molhar e a desviar das balas do Matrix, acabam por fazer tremendas razias aos nossos olhos, chegando muitas vezes a acertar-nos com aquelas pontas assassinas.

Normalmente, as pontas dos chapéus destes senhores, contêm, em média, restos de 326 mil ADN's distintos.

 

5 - Os casmurros - Por fim, os casmurros. Estes não deixam virar o chapéu como os "a-vento-reiros", mas são aquelas pessoas que embora tenham o chapéu aberto, não se apercebem que ou o vento mudou ou que a chuva está a bater de outra forma. Como tal, apenas a sua testa está seca! No entanto continuam com o chapéu no exacto mesmo ângulo todo o restante caminho. Ah, tão bom!

Normalmente são aqueles que quando chegam a casa dizem:

"Não preciso de chapéu para nada! Chiça! Que porcaria! Bem que disse que não valia o euro quando o comprei à entrada do metro! Olha para isto, estou todo encharcado!"

 

 

Percebem agora como ir a pé para o trabalho é uma grande desvantagem?

 

Até pode ser perigoso...

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Posts mais comentados

Arquivo