Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Sou um tigre lá em casa

Caríssimos,

 

Estou eu muito sossegado atrás do computador, na tentativa de parecer invisível para ela, numa espécie de "pode ser que ela já não se lembre que era eu a lavar a loiça hoje" quando ela pára subitamente o que está a fazer na cozinha.

Eu noto, mas nem arrisco desviar o olhar. Mantenho-me ali imóvel como se de um tigre em pleno acto de caça se tratasse.

Nem um som meu ela vai ouvir!

Aguardo que seja algo passageiro.

Sinto que me olha, imóvel também.

Mas não posso ceder. Já sei que se olhar, estou condenado.

Mantenho a minha. Sou um tigre, penso.

O impasse mantém-se mais alguns segundos até que ela desiste e se vira novamente para a cozinha.

Que adrenalina!! Sinto alívio instantâneo! O meu corpo volta finalmente ao estado normal.

 

O tigre foi mais uma vez superior.

 

Até que oiço:

"A cozinha já está livre para ti!"

 

O tigre perdeu.

 

 (imagem)

 

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

46 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo