Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

O Segredo Para Ser Belo

Segundo um estudo publicado pela "Royal Society of Open Science", as pessoas que dormem mais são mais atraentes.

 

Discordo totalmente caros cientistas. Nota-se mesmo que não saem à noite.

Remelas, olheiras e olhos semi-serrados é tudo aquilo que se vê na noite portuguesa. Principalmente a partir das 4 da manhã. E no entanto é o pico do engate nacional. Para a próxima larguem lá os tubos de ensaio e antes de formularem a hipótese vão ao Urban ou à queima das fitas.

 

De qualquer forma, assumindo que têm razão, já pensaram bem no impacto que isto pode tomar na nossa sociedade?

Desde o trolha "piropeiro" à amiga invejosa?

Ora vejam:

"Oh boa! Dormes que te fartas!"

"Oh boa! Anda cá à almofada!"

ou até mesmo 

"Oh boa! Com esse andar deves-te deitar com os patinhos!

 

Será este o futuro do trolha português?

 

Da mesma forma que aquela amiga invejosa passaria a agir da seguinte forma:

"Estás óptima querida! Que fizeste a esse cabelo? Dormiste 10 horas hoje não foi? Está perfeito!"

Quando na realidade, por dentro, estaria a pensar:

"Pindérica! É preciso vir assim tão arranjada? É tudo maquilhagem só para parecer que dorme mais do que eu."

 

Por acaso, esta, nem muda muito. A amiga invejosa é sempre constante. 

 

Mas afinal de contas qual é o segredo para ser belo?

 

Dormir deve ajudar qualquer coisa, mas eu continuo a achar que só me dar com gajos feios e sair à noite com eles, me aumenta a chance de ser um gajo bonito.

 

(imagem)

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

21 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo