Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

O Informático - Quando somos apresentados a raparigas

 

"Outra vez a história do informático? Irra!"

 

Desculpem lá, mas tem de ser!

Ainda há muita coisa a ser dita e hoje, para ajudar, até vos trago algo bem ilustrativo desta minha nova história.

 

Acho que agora sim, vão perceber o sofrimento que vos tenho vindo a falar nos últimos posts dedicados a esta temática.

A mensagem vai finalmente passar!

 

Vamos lá recuar aos tempos de caloiro. Em particular para a semana do caloiro, sempre rica em comida de qualidade e bebidas à base de chá, água e leite com chocolate.

Cerveja? Não conheço.

 

Durante a festa, no meio desta multidão toda, surgem, naturalmente, as primeira apresentações entre grupos. E é aqui que a história de hoje começa.

Para efeitos práticos vamos encarnar agora a vida do caloiro informático. Estamos ali no nosso grupo a acabar o leite UCAL, mas a ficar já meio mal dispostos com as misturas malucas da noite. Tínhamos bebido Bongo 8 frutos antes.

Eis que um colega nosso do secundário, (que foi esperto e entrou em química) nos chama ao longe para irmos ter com ele.

Vamos, por educação.

No caminho começamos a tirar as medidas ao grupo de destino. "Um rapaz e 4 raparigas...Ok, estamos com sorte...Ui, caramba! São mesmo engraçadas!"

Finalmente chegamos, e mesmo antes de começar a falar, o nosso colega antecipa-se e diz:

"Olhem este é o P.A, meu colega do secundário, anda cá na Faculdade também!"

Noto entusiasmo em algumas raparigas. Entusiasmo-me também!!

Até que a rapariga que me pareceu mais entusiasmada pergunta: "Então P.A. que estudas?"

Pronto. Todos nós trememos...

Claro que 80% das vezes que tal acontecia, eu acordava no instante seguinte! Era apenas um pesadelo!

Exacto, a rapariga não existia...

Mas ali era real! Estava mesmo a acontecer...

 

Então mas porque estás assim tão nervoso P.A? Perguntam vocês?

 

Muito simples...Porque assim que acabamos de terminar a palavra "Informática", já os olhos da rapariga perderam a sua cor, a sua alma acabara de se esconder atrás das suas costas, como se de uma espécie de visão do inferno se tratasse. Muitas vezes a rapariga nem conseguia evitar e soltava um ligeiro e seco "Ah...." seguido de um silêncio comprometedor...

 

E nós ali...completamente derrotados...

O entusiasmo esfumou-se.

Já nem me olham nos olhos. Falam inclusivamente de um tio-avô que ligou inesperadamente a uma e, por isso, têm de ir todas embora.

"Devem ser todas primas então! ah ah ah", digo eu.

 

Mas já não ouvem... 

 

Estou de rastos...sozinho...

 

Venha mais um UCAL se faz favor!!! Duplo!

 

 

 

 

P.A.


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

30 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo