Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Fazer ou não fazer ponte?

Tenho de vos confessar que, enquanto mais jovem, já desde os tempos do secundário, esta era uma das minhas dúvidas.

Principalmente em duas situações em particular. Mas lá chegaremos.

 

Naquela altura, embora tivesse dúvidas se iria alguma vez fazer, tinha já uma opinião bastante formada. Reconhecia algum mérito nas pessoas que faziam e identificava-me com as que não faziam. Ideias de miúdo.

 

As que faziam, para mim, tinham algum à vontade extra para o poderem fazer. Não era qualquer pessoa que chegava, era nova ali, e na primeira oportunidade, fazia logo ponte. Não se preocupavam se os colegas faziam ou não. Simplesmente faziam e pronto. Sempre admirei essa facilidade. Essa atitude.

 

Por outro lado, quem não faz, fica ali.. a olhar.. e a sentir-se de alguma forma inferior ou frustrado por não ter feito também.

Até parece que o dia custa mais a passar..

 

E pronto, assim eram as minhas aulas de ginástica e de desenho.

 

Nunca consegui fazer uma ponte decente em qualquer uma delas.

 

 

E já agora... se estão hoje a trabalhar/estudar/qualquer coisa rotineira...EU FIZ PONTE!

(Sempre quis dizer isto! Não levem a mal...Trauma de miúdo.)

 

 

 

P.A.

 

 


E fazer like na página do facebook, não?

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

15 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo