Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

Aquelas pessoas que embirram com o telemóvel

 

Hoje em dia toda a gente tem o seu próprio telefone no bolso, mas antigamente não era assim.

Antigamente existia "o telefone". Era uma "coisa" que existia numa divisão da casa e que até tinha direito a uma mesa própria.

Um luxo de tal forma que não se deixava ao alcance das crianças.

 

E como era marcar o número num telefone de casa?

Era preciso girar uma espécie de roda de números de acordo com o que queríamos para se registar o correcto, um a um, sempre uma voltinha. E se houvesse engano não havia como apagar e escrever o dígito de novo. A solução era colocar o telefone no descanso e voltar tudo do início.

Por aqui fica fácil perceber como eram odiadas aquelas pessoas que tinham 0's e 9's no seu número. É que quando tinha de ligar para alguém assim,  acabava sempre por me perguntar se valeria o trabalho dos 10 minutos de marcação, só para avisar o Zé Luís que a Joana Meireles afinal é mesmo bruta. 

"Deixa lá, ele amanhã na escola vê a minha nova cara". E já não havia chamada.

 

Isto era assim há não muitos anos atrás!

Agora deve ser uma maravilha! Tudo altamente moderno e sofisticado, com GPS, MP3, internet, agenda, jogos, tudo, as pessoas devem adorar:

"Eu odeio este telemóvel!"

"Que lentidão!"

 "Carrego aqui e não acontece nada, olha para isto!"

 

A sério?

Por favor pare. Pare de ser o rapaz gordo do 8ºano sempre zangado e a fazer birra. Tire lá essa cara!

Até o smartphone mais horrível do planeta é um milagre para quem há uns anos usava "o telefone"!

E dar-lhe uns segundos não? É que ele parecendo que não ainda vai à Lua e volta!

Deixe lá o milagre funcionar, aquela coisa mágica que pega no que você acabou de dizer ou escrever e projecta-a a quilómetros de distância se calhar ainda demora qualquer coisa na viagem. Desculpe lá uns segundinhos antes de voltar chamar o miúdo gordo outra vez.

E digo-lhe mais, não tem de partilhar sempre os seus lamentos tecnológicos com as pessoas à sua volta, principalmente quando reclama que no seu smartphone o Youtube nunca mais carrega. 

 

É que na realidade ninguém quer saber se a música que quer ouvir da Maria Leal está a demorar a carregar ou não. 

 

 (imagem)

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo