Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A minha namorada apanhou o bouquet

Um local de paz e reflexão, mesmo tendo ela apanhado o bouquet.

A Bela e o Monstro em 2017

É verdade, está de volta um dos clássicos da Disney.

 

No entanto muita coisa mudou.

 

A magia de um filme da Disney começava mesmo antes de entrar na sala. Bastava procurar os pais que tinham uma criança pendurada a puxares-lhe o braço de forma irritante, e ao mesmo tempo uma cara de que "Eu até ia era ver o Instinto Fatal..." mas como era um pai/mãe altruísta, lá tinham de ir à sessão da bonecada. Outra vez.

Era fácil e sabia-se logo que filme ia aquela família feliz ver.

 

Mas agora não. Entrámos num novo ciclo. Aquelas crianças penduradas cresceram e são agora pais. Os pais que conhecem a Disney.

E o que vemos agora em casa?

O filho com o comando na mão a querer ver o The Walking Dead e o pai o Pinocchio.

 

Eu até acho bem. No caso de passarmos mesmo por um cenário pós-apocalíptico, na verdade, aprende-se mais com o Rick. O Gepeto que me desculpe, mas fazer bonecos de madeira não me permitia chegar vivo à sétima temporada.

 

Por isso, caros Pais, caras Mães...

Por favor deixem os vossos filhos ver o filme como os vossos pais, aborrecidos, vos deixaram.

Parem de vibrar por filmes da Disney. Não estraguem tudo.

Correm o risco de ao recordar velhas memórias não se controlarem e vibrarem em demasia, chorar, saltar ou pior, serem spoilersQue pai é bom pai se é spoiler para o seu filho? Pensem nisto.

 

Peço apenas um esforço adicional. Que se contenha nas salas de cinema e não incomode em demasia os seus filhos que também pagaram bilhete e não estão para aturar criancices. Para isso tinham ficado na escola.

Não chore. Não pela sua dignidade, mas para evitar que o seu filho, preocupado consigo, deixe de ver o filme. Está a pôr em risco a recepção da mensagem que você tão bem recebeu quando era mais novo.

E tudo graças aos vossos pais.

Rijos que nem uma porta, que apenas estavam interessados na esplêndida decoração do tecto do cinema São Jorge durante a estreia da Bela e o Monstro em 1992.

 

Vá, conto convosco, está bem?

 

Abraço.

 

P.A


E fazer like na página do facebook, não?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Queres mais conteúdo do bom? Segue-me no Bloglovin que eu depois digo-te onde.

Arquivo